terça-feira, junho 23, 2015

Despedida...



Ao avista lá ela estremeceu..                  
O coração acelerou..
As pernas tremeram..
Que sensação apavorante...
Respirou fundo e se aprumou...
Divertia-se lhe vendo  sorrir..
Seus olhos negros a buscavam pela noite...
Olhos disfarçados ,olhos curiosos, olhos de oportunidade para o seu pecado...
Ela apenas negava...
Uma ,duas, três, quatro...
Ate mesmo um resgate no meio da madrugada ela recusou...
A música embalava seu deslizar pela pista...
A fumaça seca escondia o seu rosto...

Via- se apenas a silhueta em forma de sombra...
Então a sombra se aproxima dela...
Sorriso aberto copo na mão...
Sua voz era abafada pela melodia ,o que fazia ela se aproximar cada vez mais de seus lábios..
Lábios em seu ouvido , hálito quente, voz  de fazer a pulsação acelerar..
Lábios que em outrora já foram tão seus...
Uma mordida no rosto seu cartão de visita...
E ela se vai...
No  pensamento dela uma única imagem..
O beijo dado na psico-hermafrodita a afastava...
Ela poderia ..
Sim ela poderia ..
Te lhe beijado...
 Naquele momento, nem que fosse beijo roubado...

Mas de que adiantaria se ela apenas se magoaria.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!