quinta-feira, outubro 17, 2013

Chama da Paixão...



Ela estava em um momento negro de sua vida...  Vivia angustiada...
E alguns amigos  indicaram ela a mim...
E depois de meses já comigo...
Eu já sabia que ela viria só para chorar...
Não dava outra...
Ao chegar ao consultório...
E começar a sessão...
Chorava... Chorava... Chorava...
Nada a fazia parar de chorar...
Teve um dia que se sentou para poder respirar...
Pois lhe faltara o ar...
Então eu disse assim... “Marfim, não é a melhor hora... mas estou muito atraída por você"
Ela parou de chorar imediatamente... No susto..
Via-se na hora que sua expressão era que eu a estaria tratando com alguma espécie de técnica para me faze  lá parar de chorar...

Pois ela me sentia  sozinha.. E jamais imaginaria que eu poderia gostar dela...
Eu ignorei  e continuei a falar... Ela percebeu que eu estava falando serio...
Então mandei ela ir para casa  e voltar em 2 dias...
Pois estava ficando complicado para mim...
Expliquei que eu contava as horas para ela chegar ...
E falei que estava pensando em  indica lá para outra pessoa..
Marfim foi para casa ... Imaginei sua a cabeça a mil...

Eu pensei por 2 dias..
Sei o que ela queria... E o que não queria daquilo.
Ela voltou  conforme o combinado...
Ela procurou ser o mais  natural , tranquila...
E quando eu a vi , com tal postura... Disse..."acho que você não entendeu o que aconteceu aqui, não é?"


Ela respondeu que sim... Que havia entendido... Mas que também me via com um ser humano... Sujeito a tudo...
Eu tinha e tenho a mania de perguntar o que se passava na mente dela...
Mania minha essa...
E nosso combinado era sempre responder a verdade... Por pior que fosse..
Eu perguntei...
E ela respondeu exatamente assim.."o que está passando em minha mente é que quero que você venha aqui, e me possua"
Eu arregalei os olhos... Respirei fundo...
E disse :..."acha que não quero?"
Ela olhou em meu intimo me despindo a alma e disse... "então vem"
Eu fui , abaixei diante de sua estrutura esguia , que me olhava de forma febril e abri –lhe o zíper de seu jeans , deslizando vagarosamente pelas suas belas pernas de mármore parando em seus pés, Ela arremessou a calça ao longe se libertando , eu deslizei as mãos pelas suas coxas, puxando o elástico de sua calcinha para o lado para me dar melhor acesso , e então  meus olhos brilharam ao vê lá inchada,molhada ...  Quando ia em direção a sua umidade senti o calor que vinha dela ...  Enviando ondas de calor diretamente ao meu sexo já úmido...
Então  pousei  os lábios  em sua extremidade rósea  beijando a  com delicadeza ,sentindo a textura , o gosto ,o cheiro ...
Marfim gemeu  com o prazer arrebatador que Eu lhe dava, enquanto a umidade alagava entre as suas pernas...
Eu  deslizei a mão pela coxa dela  seguindo a direção do calor de sua caverna..
Eu a beija , os dedos imitavam a dança da língua  enquanto acariciava a intimidade, mergulhando nas profundezas de Marfim e retirando os dedos inúmeras vezes..


As sensações aumentavam dentro dela desta vez , formando um espiral mais e mais apertado...
Seus mamilos formigavam , o sangue pulsava pelo sexo...
Marfim quase gritou quando  Eu  a toquei novamente naquele lugar...
Eu deslizei meu corpo para cima ,olhei em seus olhos que refletiam apenas o desejo por mim e  conectei a minha boca a dela, enquanto deslizava para dentro dela em um golpe longo...
Com movimentos calmos e controlados, entrando fundo na intimidade dela, e saindo quase que completamente antes de golpear novamente..
O  coração dela inflou a magia que Eu proporcionava, levando seu corpo a um momento único , até que a tensão quebrou,ela se contraiu  em meus dedos , presa nas profundezas de seu gozo...
Um gemido baixo separou os lábios ...
Eu sentia a pulsação , a contração dela em meus dedos...
Deslizei mais uma vez em busca de seu calor e bebi de sua fonte...

Ela se contorcia em meus lábios que lhe sugavam com precisão...
As mãos dela puxam meus cabelos , me guiando ao seu auge  mais uma vez...
Ela gemia, me puxava para dentro de si cadê vez mais e mais...
Ela abriu ainda mais suas pernas  e  fincava as unhas  em minhas costas  ....
Seu gemidos  ritmavam  a dança...
Então ela urrou , estrangulando-me entre suas pernas e relaxou ....
Senti em minha língua o seu gosto doce salgado da redenção ....
E o pulsar de um novo coração ...
Abracei a e senti todo o seu corpo vibrando entre os meus braços  e ali permanecemos inertes , unificadas em uma só chama de paixão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!