sexta-feira, junho 28, 2013

Luz Profunda....





Artista Fatba Modelo : Ge Su

Da razão perdida pelo amor instalado...
Dos enigmas não desvendados...
Da destreza contemplada....
Do vinho as águas destemperadas....
Das gotas marcadas na face ...
Uma luz profunda iluminava os olhos de inocência...
Beltia beijou-a profunda e vagarosamente e tirou lhe as roupas,colocando a boca e a língua em cada centímetro de pele exposta... Gaya  estremeceu...
Gaya deixou escapar um gritinho quando Beltia passou a ponta da língua em seus mamilos endurecidos...
Beltia pegou -a pela boca,sugando -a até elas se unirem ,gemendo devagar...
Beltia  se despiu , depois deitou se ao lado de Gaya , embalando com o seu corpo...
Gaya deslizou dedos pelos seios de Beltia...
Deslizando pelo ventre até a parte misteriosa que estava úmida,quente, endurecida...
Moveu-se para cima de Beltia,tocando -a com sua intimidade úmida...
Depois com as pontas dos dedos , ficando mais atrevida, deslizando a mão inteira...
Gaya deslizou para baixo e delicadamente deliciou-se com o sexo úmido de Beltia,passou os dedos na pontinha dura e sugou furiosamente...
Beltia se sentou, segurando os seios de Gaya, mas ela afastou-lhe as mãos...
Beltia fez uma pausa enquanto sua respiração ventilava a carne aquecida de Gaya...
Beltia pressionou os lábios na pele macia de Gaya , se maravilhando com textura, o sabor, a quentura...
Devagar , explorou centímetro a centímetro usando os lábios , a língua, e mesmo os dentes...
A pulsação de Beltia era lenta entre as coxas, inchando-a ,umedecendo as partes sinuosas de sua feminilidade..
Quando a Beltia colocou os dedos ,a boca totalmente em Gaya, o quadril dela se ergueu na cama...
Gaya gemeu agarrando os cabelos de Beltia..
Beltia se afastou dela...
Um calor subiu pela Beltia..
Gaya jogou  Beltia de costas na cama,abrindo as pernas dela e se aninhando entre elas...
Beltia se arqueou quando Gaya beijou lhe os mamilos, massageando-os com os lábios...
Gaya  a tocava em todos os lugares , mordendo a pontinha dos mamilos,enfiando os dedos em seu triângulo úmido,até a parte que pulsava as suas caricias...
Gaya a tocou até que beltia jogou a cabeça ao travesseiro....
Gaya juntou a boca a de Beltia , beijando-a , mordendo seu queixo,enquanto adentrava as bordas macias, molhadas,e quentes ..
Beltia se mexeu dando boas vindas a ela, enlouquecendo com a sensação dela apertando-a , preenchendo-a...
Gaya  fez um movimento rápido com a mão e entrou fundo com dois dedos em Beltia...
Uma dança rítmica,seus movimentos causando pequenas ondulações de prazer...
Um som de êxtase engasgava na garganta ...
Beltia chegou ao clímax , seus gemidos no ar ...
Enquanto a noite cobria o quarto...
 E seus corpos nus repousam em nuvens de prazer...


quarta-feira, junho 26, 2013

Prisioneira no Jardim




Artista- Fatbardha Sulaj
 

Modelo - Dyeia Forbes

Sorrateiramente vai subindo feito uma hera...

Se enroscando e possuindo todo o corpo...

Apertando forte por onde passa esmagando ,ferindo a carne...

Sufocando ,enraizada ...

Querendo pernas para fugir do enlace...

Mas quando mais se foge ,mais se aprisiona em tramas..

Um surto de amnésia chega ao jardim..

Afetando a todos por ali...

Trazendo à chuva ...

Por um segundo sente se afrouxar..

No seguinte instante sente se com mais força enredar...

Prisioneira no jardim...

O sol que murcha as pétalas...

Perdeu o seu lugar...   

O desejo nasceu no peito...

As bochechas esquentaram....

Mentalmente , atravessando cada côncavo , cada curva deliciosa do corpo ...

            Os olhos brilharam, a face se ilumina com um brilho vistoso...

             Esfregando os olhos com as mãos , olha para a sua frente...

Os olhos diabólicos encaram com uma quantidade exagerada de luxuria e perdição...

Inclinando se para se aninhar nos braços....

Os beijos profundos e vagarosos, colocando a boca a língua em cada pedaço de pele já exposta... Sentindo se estremecer...

Um gritinho se deixa escapar ao passar a ponta da língua nos mamilos endurecidos..

             Segurando firme pela nuca , sugando -a até se unirem , gemendo devagar....

Embalando o  corpo...

             Deslizando os dedos pelos seios ...

Tocando primeiro com as pontas dos dedos, depois ficando cada vez mais atrevida , segurando os seios com as mãos...

Os seios se arrepiaram ,endureceram....

Curvando por cima, os cabelos roçando a face , o pescoço ...

Pressionando os lábios na pele macia...

              Devagar tomando com os lábios, com a língua cada parte do corpo...

A pulsação crescente e lenta entre as coxas , inchando  ,umedecendo as partes sinuosas da caverna...

Pesando os quadris , mexendo se sobre o ponto durinho, enquanto suga os seios arrepiados...

Deslizando o corpo para entre as pernas abertas em flor...

Beijando profundamente o cume durinho, quente, pulsante , enquanto adentra as dobras macias e flamejantes...

Que lhe dar boas vindas, com a sensação de sentir apertando , preenchendo....

Fazendo um movimento com o quadril...

              Enquanto adentra fundo a estreita intimidade molhada...

Com movimentos lentificados, a boca suga ,os dedos entram e saem na loucura do prazer...

Gemendo, se contorcendo , agarrando com força pelos cabelos ,puxando cada vez mais para dentro das pernas...

              As palavras escapavam sem nenhuma concordância...

              Enquanto o desejo cresce e tomava conta...

Um som de êxtase engasgado na garganta ...

Movendo-se cada vez mais rápido e fundo no interior...

Um grito ,e a boca se enche de lavas e os dedos sentem o pulsar da satisfação...

Sem aviso prévio , as lágrimas brotaram dos olhos ...

 Fazendo sombra para se refrescar...

Como resistir ...

Não se tem como lutar...

Deixando se em ardor transformar...

Mesmo assim quando a luz se apaga ainda há um resquício de alma...

Que se deleita no silêncio da madrugada...

Uma força primitiva que cresce dentro de nós..

Tornando-nos todas, deusas embaixo dos lençóis.


segunda-feira, junho 10, 2013

Fruta Madura...



                                                                  Artista: Fatba


Era dela ,ia de mim para ela como um sopro dolorido, como uma ferida recente,como um raio em meio ao céu...
Um gemido suave escapou a boca de Amora que abriu as pernas,lhe dando boas vindas a sua parte mais intima...
Morango se ajoelhou enfrente a ela,passando a lingua morna por dentro de suas coxas...
Fazendo com que Amora a desejasse novamente..
Morango afagava mais para cima,roçando levemente a parte de Amora que ficara molhada para ela...
Amora fechou os olhos quando a lingua morna foi retirada e um ar fresco passou por sua pele...
Morango foi para outra coxa,acariciando até a parte de cima e parou...Amora gemeu suavemente...
O calor da lingua cobriu seu centro ansioso.A mão de Morango se pressionou contra Amora,os dedos provando sua entrada ...
Com um suspiro ,Amora se moveu em direção a Morango...Ela a queria outra vez..
Amora tremia conforme Morango passava a lingua por sua fenda...
Cuidadosamente ,ela explorou cada dobra,cada vinco ,circulando a carne macia com a lingua morna até que Amora gemesse e mordesse os lábios...
Aquela deliciosa tensão mais uma vez cresceu por dentro de Amora,deixando-a sem fôlego e aguçando seus sentidos..
O mais leve toque quase a fazia perder o controle...
Quando Morango retirou a língua Amora demonstrou seu desapontamento...
Morango com seu hálito quente passou por dentro das coxas de Amora ,momentos antes de sua boca se posicionar ali....
Morango a beijou,seguindo o mesmo caminho anterior...
Amora fechou os olhos enquanto uma expectativa do que estava por vir a fez queimar por dentro...
Amora sonhava com aqueles momentos...
Morango procurou sua fenda e Amora mordia os lábios conforme ela passava a língua por seus grandes lábios...
O pulso de Amora acelerou e ela se contorceu enquanto Amora com os lábios,os dentes,a língua ,explorava seu terreno mais intimo...
Finalmente Morango alcançou seu ponto de prazer...provocando o seu clitóris ,circundando-o até que os quadris de Amora encontrassem o ritmo que a trouxesse de volta ao clímax...
O prazer transbordou através dela em uma onda que se formou,percorreu e se quebrou com uma intensidade de partir o coração...
O odor que ela exalava a havia distraído, até que Morango começou a experimenta - lá...
Morango lambeu os lábios e segurou os seios de Amora,tentando ao Maximo ignorar sua incontrolável excitação...
Amora era virgem ,este devia ser o motivo pelo qual o sexo era tão incrível.Ela era apertada....
Amora rolou para cima de Morango ,seus lábios roçaram a testa ,enquanto suas mãos acariciavam os seios dela...
Amora num impulso jogou Morango na cama,um calor derretendo se armazenando no corpo dela...
Afastando as pernas de Amora ,Morango se posicionou na abertura dela. Morango tocou Amora entre as pernas ,encontrando-a toda inchada,quente e muito molhada....
Amora se inclinou para frente levemente,enquanto Morango a penetrava,com um movimento Morango se colocou totalmente dentro de sua cavidade aquecida...
Amora se enterrou contra os dedos de Morango ,experimentando usar o quadril...
Os músculos dela se apertaram em torno dos dedos de Morango..Ela se movia com crescente velocidade enquanto o rubor sexual lhe cobria a pele...
Quando Amora entrou em colapso ,sua fenda se apertou em convulsão ,Morango sentiu o gosto de um abismo de prazer escorrer por seus lábios e estrangular seus dedos...
Quando o longo orgasmo terminou,Morango a embalou enquanto o coração voltava ao compasso ..
Atordoada,maravilhada pelo sexo incrível que jamais tivera..
Por fim Amora se moveu ,quebrando a união,aninhou-se nos braços de Morango lhe cobrindo de beijos...Um silêncio calmo as envolveu ,Morango afagou uma mecha dos cabelos de Amora por entre os dedos e um suspiro as adormeceu levando-as ao mundos dos inocentes do amor.