terça-feira, abril 30, 2013

Entre Beijos e Mais Beijos... Biquini Cavadão

Tempo ...


                                               Artista: Fatba Modelo : Dyeia Forbes



E vem o desejo de ter a língua percorrendo toda a extensão do corpo...


Solvendo cada curva, dobra já desvirginada pelas conquistas do tempo...

Tempo esse que se arrasta sem te ver...

Quero sentir as suas mãos acariciando os meus seios...

Sentir o seu sexo úmido pulsando junto a minha pele...

Sentir o seu gosto em meus lábios..

Sentir os seus dentes em minha carne...

Anseio pelo momento de sua entrega...

De seus dedos entrelaçados em meus cabelos ,puxando minha face junto a sua...

Quero o arrepio na alma, a cada gemido e sussurro...

Quero sentir a sucção de seus lábios ,a exploração de seus dedos...

O entra e sai firme , forte, ritmado ao meu quadril que se entrega infinitas vezes...

Quero explodir em delírio no seu corpo...

Com a respiração ainda ofegante, sorrir para seus olhos vibrantes...

E enfim repousar em seu peito ,ouvindo a velha canção dos satisfeitos amantes.

quinta-feira, abril 25, 2013

Depois da meia Noite... Capital Inicial

                                                                  Bom dia !!!! <3>

Bom dia Artemis...



Artista : Maurizio Barraco



A brisa invade a escuridão de seu leito acariciando a ponta dos pés de Hera..


Um arrepio toma conta de toda extensão de seu corpo...

Fazendo com que ela se envolva em seu manto aquecido...

Um filete de sol transpassa pela pequena abertura iluminando a face sonolenta de Hera..

Torcendo o nariz Hera tenta abrir os olhos...

Sonolenta ,incrédula da visão...

Passa os dedos nos olhos para lhe dar melhor nitidez porém sua miopia a traia...

Rolou para o lado da cama e colocou os seus óculos..

Sim era a imagem perfeita unida a paisagem natural...

Artemis , dona de uma bela escultura em curvas , os seios duas lindas maçãs ,a pele alva com as nuvens ,macia como algodão,seus olhos eram de um desejo sem cor,seus lábios um belo convite ao pecado, seus cabelos a moldura de um quadro perfeito a seduzir...

Artemis era dona de uma beleza sedutora, luxuriosa ao pecado vivo ...

Hera levantou se da cama e na ponta do pé, foi até a sacada onde Artemis se exercitava nua...

Hera a envolveu por trás com seus braços ...

Artemis a olhou por cima do ombro em sobressalto, Hera beijou lhe a nuca e a acariciava seus seios a puxando para mais perto de si...

Os beijos foram ficando cada vezes mais mordiscados, fortes, febris ...

Hera agarrou a mão de Artemis guiando-a até o quarto..

Só parando ao chegarem à frente da cama...

Hera se virou para Artemis , encostando seus lábios nos dela mais uma vez...

Reivindicando-lhe a boca ,empurrando firmemente sua língua e beijando-a enquanto a deitava furiosamente...

As mãos de Hera reinvidicavam os seios de Artemis , friccionando os mamilos rígidos até que ela gemesse de prazer...

A ponta da língua pincelou os mamilos de Artemis...

Deliciosas sensações a fizeram estremecer...

Cada vez que Hera sugava , ela sentia uma nova sensação de prazer...

Quando as mãos de Hera escorreram pela parte de baixo do ventre de Artemis, seu corpo se ergueu...

Hera parou com as mãos quentes e firmes na pele dela e a contemplou...

Hera acariciou do pescoço até a cintura,passando por cada curva ,até que seus dedos chegaram à calcinha...

Apertando,pressionando os dedos contra a junção sensível entre as pernas de Artemis ...

Os olhos refletiam luxuria...

Artemis a agarrou enquanto ela fazia à mágica ,circundando seu ponto de prazer até que ela gemesse e seu corpo mais uma vez se movesse num ritmo febril...

Hera virou Artemis de costas encostando seu sexo em suas dunas brancas...

Sentindo a textura macia de encontro ao seu sexo, que rebolava lambuzando toda aquela brancura...

Deixou o peso de seu corpo cair sobre o de Artemis enquanto mordia a nuca,deslizou para baixo e afastou lhe as pernas ...

Sua língua adentrou a boquinha estreita e seus dedos circulavam o ponto durinho...

Hera deslizou para cima lhe trilhando beijos nas costas de Artemis...

Hera a beijou,passando pela nuca ,pelo pescoço e mais uma vez pelos seios...

Postou se entre as pernas de Artemis escorregando os dedos para dentro da fenda rosa de Artemis...

Lentamente fazia investidas cada vez mais funda, demoradas...

Artemis convulsionava em febre de desejo diante de Hera...

Que a torturava em prazer...

O ritmo aumentando , Artemis elevava os quadris para dar melhor acesso a Hera que lhe introduzia o 3 dedos , os movimentos cada vezes mais rápidos, genuínos, frenéticos, o vai e vem dos dedos , Artemis gemia em suplica...

Hera deslizou o corpo para baixo sem retirar os dedos das entranhas de Artemis pousando seus lábios na pontinha inchada...

A sucção firme de sua boca junto à pressão do vai e vem dos dedos levou a ao ápice do prazer...

Com um grito Artemis sobressaltou em gozo...

Indo aos céus com uma intensidade que a deixou sem ar...

O coração de Artemis em ritmo de carnaval...Hera subiu entrelaçando no corpo de Artemis procurando lhe os lábios ,o calor de seu corpo , a caricia de sua língua e dividiu o gosto do pecado em beijos molhados...

Hera ternamente a envolveu em seus braços,acariciando suas costas delicadamente com a ponta de seus dedos ,até que Artemis adormeceu .

quarta-feira, abril 24, 2013

Marina Lima


Se for verdadeiro não há mal algum em demonstrar de forma que for!!!

Cosumismo...


                                                     Artista : Fatba - Albânia


O mundo consumista...


Há tempos o sexo virou moeda de troca...

Uma transa aqui, uma trepada ali...

Oferta e procura...

Concordo quando ambas as partes desejam o mesmo..

Sem rodeios , enganos , promessas românticas...

Ops!!! Não precisa dizer ,te amo só porque a transa foi a melhor da sua vida...

Então es que surgi o dito amor...

Esse verbalizado, usado como fim de conversa de casais ao desligar o telefone..

Do tipo: “então tá amor, beijos te amo!!!”

Ou seja o amor virou tchau , até logo, uma recompensa pela transa deliciosa, enfim qualquer coisa menos o sentimento em si...

Amor é confundido com desejo, capricho, medo de ficar só,o ser humano necessita desse sentimento para viver...

Quando não está amando , está apaixonado, sempre carregando consigo uma esperança mesmo que remota do encontro de almas...

Fantasiam , o mundo colorido ...

Porém vivemos no mundo em preto e branco...

Podemos sim tornar ele colorido , cheio de fadas , onde a tal heroína vai lhe resgatar de uma torre ...

Existem sim essas heroínas..

Como não, se vivo a escrever sobre elas o tempo todo , onde tudo é perfeito , onde o amor é a chama que guia os sentimentos dos mais puros aos mais luxuriosos do universo...

Seria eu uma tola ?

Não , eu já vivi o amor , senti as dores e as delicias que ele nos propicia..

Hoje estou amando como nunca havia amado alguém..

Ops !!!! Sempre achamos que o velho sentimento e menor que o novo...

Essa é a única mágica que o amor faz...

Ele se trans forma se multiplica nos levando a um mundo onde vivemos rodeados de contos de fadas...

Porém ,você hoje disse a um amigo , mãe, cachorro , seja lá quem for que o ama?



Olhou bem fundo em seus olhos e de alma limpa disse: eu te amo , sentindo realmente a verdadeira chama do amor?

Às vezes eu prefiro o silêncio dos olhos que gritam , refletem a imagem do amor...

E que nenhuma palavra é capaz de fazer a mesma mágica daqueles olhos...

Por tanto não façam do amor uma moeda de troca ...

Uma paga pelo sentimento oferecido ..

Amar é se doar, sem querer e pretender receber o mesmo ..

Amor não se mede, não se banaliza, não aprisiona...

Amar é se livre , é dar o que se tem de mais puro em seu ser...

Porém acontece às vezes de amarmos algo ou alguém e não sermos correspondidos..

E é nesse momento que devemos parar olhar para dentro de nós mesmo e refletir...

Será que amo de verdade, ou apenas será porque não posso ter aquilo?

Porque toda ação tem uma reação ...

E nesses últimos anos a reação é a banalização do AMOR tornando ele apenas mais um item de consumo.





terça-feira, abril 23, 2013

Desejo Torturante...

                                                                      VERITAS

                                                     Artista: Maurizio Barraco


Era certo que já não podiam negar o desejo..


Vinha dela ia de mim para ela...

Como algo que puxava , arrastava o desejo visceral..

Era sangrento, dolorido, esperado ...

Porém anestesiado pelo tempo...

E logo , eram dois corpos como um só..

Lentamente se acoplavam , se uniam...

Ela dentro de mim me solvendo ..

Invadindo o santuário proibido...

Sussurrando os sentidos em luxurias ao ouvido..

Sentia as mãos livre adentrando minhas entranhas num vai e vem alucinante..

Corpos sedentos , arfantes...

Os beijos cada vez mais ousados, línguas que se buscavam no desespero febril...

Sua língua desvirginava minha pele lentamente, com lambidas e mordiscadas...

Língua peregrina que me enfeitiçava ...

Eu sucumbindo , afoita, implorava ...

Ela brincava pelo ventre com sua respiração apressada...

Uma deliciosa tortura que ela me implantava...

Cobriu-me com seu corpo quente, úmido ...

Deslizou uma das mãos até a entrada pulsante e adentrou ...

Forçando o seu corpo no mesmo ritmo de seus dedos ,que mergulhado em minhas entranhas profanavam , seduziam a entrada inchada, molhada , vibrante...

Mordia meus lábios, sugava meu pescoço, rebolava sobre o meu corpo....

Eu a puxava pelas nadegas ainda mais para dentro de mim...

Então deslizou para baixo olhando em meus olhos até pousar sua respiração quente , ofegante sobre o delírio pulsante...

Lentamente deslizou sobre o ponto durinho que pulsava em sua língua..

Adentrou dois dedos enquanto me saboreava...

Em ritmo frenético metia e arremetia inúmeras vezes ....

Sentia meu rosto queimando em brasa..

Meus sentidos já perdidos entre gemidos e delírios...

Sumindo completamente quando as estocadas se aprofundaram...

Em cada afundar de dedos sua língua sugava ainda mais forte o ponto durinho ...

Eram bocas, gemidos e dedos escavando o meu centro de prazer...

Uma escavação de luxuria que procurava alucinadamente o artefato desejado...

Com um golpe profundo adentrou a escuridão , enquanto me sugava e metia em minha umidade..

Agora eu estava completamente profanada...

Sem pudores apenas os sentidos o prazer à satisfação ...

Não havia como suportar mais o inevitável...

Ela aumentando o ritmo entrando e saindo , sugando , mordendo ..

Meu coração em frenesi calou , meus pensamentos foram o mais longe possível ...

E foi nesse momento que perdi e me encontrei, ao jorrar em lábios que eu tanto desejei.



quarta-feira, abril 17, 2013

Los Hermanos- Primavera

                                                            Bom dia meu leitores <3>

S.G



                                                     Artista :Varenne- frança


Como pode invadir minha mente e extrair todo pensamento...


Seriam crimes de amor?....

Roubando meus desejos e quereres...

Descobrindo cada pedaçinho do que eu possa ser....

Sem julgamentos,juízes,advogados....

Com uma única sentença a cumprir...

Amar você...

Precisa fazer dar certo????

Não!!!

Sonhos têm limites?

Talvez tenha!!!

Porém não pelo medo de vivê-lo...

E ainda assim sonho com aquilo que não aconteceu ainda...

Cantando para mim adormecer...

Qualquer canção vinda do seu querer...

Cada sobe e desce de sua entonação...

Não importa as notas, o ritmo e sim a intenção...

Leva- me ao sonho encantado...

As palavras enfeitiçadas me seduzem...

Sonho em um ninho imaginário....

Envolta em seus braços ...

Com seus lábios ao meu ouvido...

De inicio arrepia ,me levando a loucura...

No instante seguinte estou embriagada...

Por fim anestesiada pela voz que não cala...

Reviro-me em meu leito buscando por você....

Criatura doce da noite ...

Que me leva do sonho ao prazer...

Na manhã seguinte, acordo impregnada de você.

terça-feira, abril 16, 2013

Acesso...

                                                            Jugando con el vento

                                        Artista : Fatba Modelo : Ge Su

Já não escrevo poesia ,são apenas contos de luxuria ,sexo e fantasia...


Reais ou não deixo a duvida como o meu cartão...

Já não penso no amor, na dor, e até mesmo na covardia...

Iria escrever um conto onde minha mente criativa daria saltos e aos meus leitores causariam euforia...

Mas decidi que escrever sobre o que me motiva seria uma saída para quem sabe o meu grande retorno a poesia...

Contos e causos do dia a dia...

Meus acessos não passam nem de 20 visualizações por dia...

Agora um belo texto com luxuria e fantasia , nossa esses me rendem ao menos 250 visualizações por dia...

Será que falar de amor, de dor, sofrimento não é tão bom quando os contos de fantasia?

Será que a sentido ?

O que motiva os leitores a ler tais contos ?

Será que o mundo prefere a fantasia ou a realidade exposta em um conto ?

Ou o amor já caiu na rotina do dia a dia?

Porém como gosto de agradar e amo ver minhas visualizações avançar...

Prometo que amanhã um conto diferente, com fetiches e luxurias a vocês eu irei contar...

Até mesmo porque fiquei na duvida entre escrever um conto ou um texto que falasse de amor, de redenção ao pedido inédito de uma alma que já não bate em comoção ...

Amor esse que vive a flutuar entre as linhas tênues de um coração que ama a verdade em primeiro lugar.



segunda-feira, abril 15, 2013

É Certo...


                                                              Foto : Rê G.

De certo que eu poderia escrever um conto dos mais excitantes do mundo..


Poderia ,poderia sim escrever uma poesia..

Até mesmo contar apenas uma historia..

Mas hoje não..

Hoje apenas digo que :

O mundo é um lugar solitário, mesmo tento inúmeras pessoas ao redor..

No final estamos sempre só...

Sozinhos em nossos pensamentos..

Sozinhos na dor ..

Sozinhos em fantasias...

Sozinhos até acompanhado..

Em meio à multidão somos apenas mais uma alma diferente e igual na escuridão...

Talvez um sorriso amarelo ajude os olhos daqueles que só veem o mundo deixando de enxergar o universo..

Porém hoje deixem as lagrimas rolarem e esperem os lenços de beijos.

sexta-feira, abril 12, 2013

Sexo!!!! Ultraje a Rigor

                   Bom dia meus leitores acordei com essa música na cabeça...porque será em..rs!!!

A Sol da Camélia...

                                                                    Violon Danse
                                                Artista: Fatba Modelo: Dyeia Forbes

Em uma bela manhã , os primeiros cantos dos pássaros transpassavam as mechas da janela ...


Criando um ar de primavera ...

Camélia olhava fixa com seus olhos anil ardentes...

A mão de Sol pousa a base da nuca de Camélia...

O cabelo na parte de trás do pescoço de Camélia se arrepiou em atenção....

Os olhos de Sol brilharam.

Sol percorreu o braço dela com a ponta dos dedos...

Com um gemido , Camélia a virou dando-lhe o abraço mais completo , sem quebrar o clima...

Sol contorceu -se e passou largamente os dedos dela pelos seios de Camélia ,enquanto a beijava com tudo que tinha....

Camélia sentiu-se esquentar até as raízes do cabelo...

A magia que os dedos dela faziam aos seios de Camélia ....

Apertando os mamilos entre os dedos, enquanto adentrava seus lábios com a língua quente ...

Sol moveu-se no estreito espaço dos braços de Camélia, puxando-a pelas nádegas ...

Sentiu seu sexo contra a pele macia e sedosa da perna de Camélia...

Os dedos de Camélia passeavam pelo pescoço de Sol....

Os olhares se prenderam , olhares de desejo, de ânsia, de luxuria, fervendo nas veias....

Sol deslizou até os seios durinhos , róseos e tomou -lhe com a boca, ora mordendo, ora lambendo, ora sugando....

Camélia gemeu com o prazer que lhe dava aqueles lábios macios e molhados...

Enquanto a umidade se formava entre suas pernas....

Sol deslizou a mão pela coxa dela....

A calcinha não se mostrou uma barreira quando ela adentrou os dedos sob o elástico , desobstruindo a entrada de Camélia...

Sol a beijava , enquanto os dedos imitavam a dança da língua , intimamente mergulhando nas profundezas de Camélia ...

Sol retirando os dedos inúmeras vezes ...

A sensação aumentava dentro de Camélia, como ondas batendo em pedras....

O coração de Sol batia forte com o deslizar até ao ponto durinho, quente, molhado, pulsava em sua boca....

Camélia gritou quando Sol adentrou novamente o seu vulcão em lavas doces.....

Entrando e saindo varias e varias vezes....às vezes forte com estocadas, às vezes lentamente sentindo a carne quente e úmida ..

Para sentir em seus dedos cada ponto da caverna de Camélia....

Camélia rebolava , dançava no ritmo das arremetidas de Sol....

Que penetrava cada vez mais fundo ...

Camélia a segurava pelos cabelos, puxando-a cada vez mais para dentro de si....

Sol penetrando e passando a ponta da língua no cume durinho, fazendo com que Camélia enfiasse cada vez mais Sol para dentro de suas pernas....

Camélia se contorcia , gemia, escorria, delirava....

Um gemido ,um estremecer e os dedos de Sol eram estrangulados enquanto sua boca se enchia do néctar do desejo...

Aninhada a Camélia , Sol brincava com seus cabelos e acariciava a pele macia e alva embalando Camélia ao mais profundo descanso da alma.

quinta-feira, abril 11, 2013

Kid Abelha - Nada Sei

Realmente nada sei porque também não me esforço para saber...
Seguir sem saber é ser livre ...
É dar asas a imaginação...
É não ter medo das escolhas nem sempre sendo elas as mais certas...
Porém nunca deixando o "SE ", guiar o futuro...
 Bom dia a todos!!!!

Separadas pelo Atlântico...

                                                     Artista: Maurizio Barraco

O telefone toca, do outro lado a sua amada com voz melosa que vinha do outro lado do Atlântico, uma poesia aos ouvidos dela...

Seu coração acelerou compassado, a imaginação se fez presente consumindo a saudade....

O desejo crescente ,então....

Ela reivindicou a boca, empurrando firmemente sua língua e beijando-a enquanto a acariciava gentilmente...

As mãos dela massageavam seus seios, friccionando seus mamilos rígidos até que ela gemesse de prazer...

O sangue subiu - lhe até as orelhas...

Ela baixou a cabeça passando a ponta da sua língua pincelando os mamilos de sua amada...

Sua amada quase se levantou da cama...

Sentiu uma onda de calor que se instalou no vértice de suas coxas...

Ela sorriu levemente e puxou-a até seus lábios ..

Ela a sugou por quase uma eternidade, indo de um seio ao outro...

Deliciosas sensações a fizeram tremer, a cada vez que ela sugava...

Para espanto dela, seu ventre se movia num ritmo animal ...

Sons que ela nunca emitira antes saíam de sua garganta...

Quando suas mãos escorregaram pela parte debaixo do ventre de sua amada , seu corpo se ergueu...

Ela parou com as mãos quentes e firmes na pele de sua amada...

Cada milímetro de seu corpo vibrava , renovada...

Ela acariciou do pescoço até a cintura , passando por cada curva , até que seus dedos chegassem à calcinha...

Ela tocou através do algodão , e apertou,pressionando os dedos contra a sensível junção entre as pernas de sua amada...

O olhar dela refletiu puro prazer...

Com um único movimento , ela puxou a calcinha, passando pelas pernas e a jogou ao chão...

Ela passou os dedos pela delicadeza da pele de sua amada até encontrar a fenda...

Com movimentos hábeis , tocou a parte que ansiava por ser tocada...

Sua amada se agarrou a ela , enquanto ela fazia sua mágica , circundando seu ponto de prazer até que sua amada gemesse e seu corpo mais uma vez se movesse num ritmo erótico...

Ela a beijou , a boca passando pela nuca, pelo pescoço e mais uma vez pelos seios...

A sucção firme de sua boca junto à pressão de seus dedos levou-a ao cume do prazer...

A tensão extraordinária aumentava...

Sua amada aprisionou os dedos contra os ombros e se jogou contra ela...

Com um grito sobressaltado, sua amada gozou, indo aos céus com uma intensidade que a deixou sem ar...

Do outro lado da linha a respiração era ofegante, tremula....

Nesse instante ela desejava segurar sua amada,acariciar as costas gentilmente, até que sua amada se acalmasse...

Fechou os olhos novamente e sentiu a sua amada se aconchegar em seus braços ...

Pensou no brilho do olhar de sua amada....

Seu coração dilatou -se...

Permaneceram mudas por alguns segundos ainda sentindo a presença viva em seus corpos...

Porém quando Ela decidiu dizer o quanto amava que a saudade quase a matava ....

Do outro lado da linha ouvisse apenas o tú tú tu.



terça-feira, abril 09, 2013

Feliz Aniversário Ge Su...



                                                       Artista : Fatba Modelo : Ge su

No alto da cobertura em uma noite fria...

Luz acessa,som em cadência festiva...

Cheiro de cigarro e bebida...

Em frente à sacada depois da festa em meio à bagunça ela gemeu ,perto dos cabelos de sua da aniversariante...

Acariciou-lhe a pele macia e quente de seu ventre...

Tocando -lhe as coxas e deslizando os dedos e o rosto até parar na umidade de sua boquinha estreita...

Com a respiração ofegante e quente nas pernas da aniversariante...

Abriu-lhe expondo toda sua feminilidade ...

Ela suspirou com desejo e beijou a com ardor...

A aniversariante se remexia, se contorcia,puxando-a pelos cabelos...

Levando-a até o fundo de sua caverna ,que sugava sua língua....

Uma exploração deliciosa, alucinante entre as pernas da aniversariante acontecia..

Ela adentrou lentamente a boquinha estreita,apertada,completamente alagada ...

O gemido era a melodia que ecoava em seus ouvidos....

Fazendo com que ela torna-se os movimentos cada vez mais fortes,profundos..

Com a ponta da língua ela, fazia movimentos circulares delicados ,fazendo com que a aniversariante se movimentasse ainda mais rápida de encontro à boca, a língua, aos dedos que a penetravam cada vez mais fortes, velozes e ritmados...

A aniversariante estremecia a boca dela quando um segundo dedo preencheu as frestas de sua caverna..

Um gemido, um fincar de unhas na nuca ,o gozo....

Ela sentia a aniversariante pulsar em sua língua e seus dedos serem esmagados pela caverna que transbordava...

Ela deslizou seu corpo até o encontro dos olhos da aniversariante ...

Beijou-lhe lentamente os lábios , afagou-lhe os cabelos ....

Entrelaçou-se em seu corpo e se rendeu ...

Olhou nos olhos da aniversariante e disse feliz aniversário esse é o meu presente para você...

Ficaram assim nuas na sacada em meio a desordem unidas pela noite.