sexta-feira, março 29, 2013

Cabelo Preto

                                                Bom dia meus leitores favoritos !!!!!

Brasil X Suíça....


                                                        Artista: Maurizio Barraco

O coração da brasileira havia acelerado diante da espera ,inundando o seu corpo...

Uma brisa embaralhou os cabelos dela ,quando parou na entrada da porta...

Uma sensação de dejavur apossou se de seu corpo enquanto notas de uma melodia se espalhava pelo ar...

Seus olhos lhe pediam amor...

A brasileira levantou os braços ,envolvendo a Suíça pelo pescoço e se aproximou...

Ela mordiscou o lábio da Suíça e se apertou contra ela...

Ela fechou os olhos e sorriu , deixando os dedos deslizarem até as dunas firmes abaixo da cintura...

Como o pincel e a tela ...

Os dedos dela percorreu toda a extensão do corpo macio, quente e tremulo da Suíça...

Desenhando a trilha do pecado em cada milímetro de pele ardente...

Os corpos uniam e se desuniam ao som da melodia que vinha do mar...

O beijo era quente, dolorido ,demorado...

A língua fazia um tour por cada dobrinha de suas partes intimas...

Sentindo o gosto do pecado ...

Passou a mão pela curva do seio esquerdo e depois o direito...

Experimentando o céu da boca com a ponta da língua..

Deslizou às mãos pelo seu ventre em movimentos lentos e delicados...

Seguindo a direção do desejo, do prazer, da redenção dos pecados...

Os seus dedos eram sugados pouco a pouco...

O desejo pulsava cada vez mais , um córrego se formava entre as pernas....

Deixando escapar um grito,quando ela lhe apertou a ponta dos seios endurecidos...

A pulsação dela era cresce entre as coxas,inchando-a,umedecendo-a , a parte intima de sua feminilidade...

Beijou-a pecaminosamente a pontinha dura ,quente,pulsante,enquanto com dedos hábeis adentrava as entranhas quentes da Suíça...

Que se mexia dando ,lhe entregando ,a sensação dela apertando-a,preenchendo-a ,possuindo-a...

Com movimentos vagarosos ,a boca sugando,os dedos entrando,saindo,num vai e vem de satisfação plena...

A Suíça gemia,urrava,se contorcia,agarrando a brasileira com força pelos cabelos,puxando-a para dentro de sua umidade quente em suplica...

O silêncio é quebrado e a boca se enche com o doce amargo do pecado e seus dedos são estrangulados pelo pulsar.

Nos olhos a sensação do inteiro.

No pensamento...

A certeza que os sonhos se realizam à medida que as horas passam.

quinta-feira, março 28, 2013

Linger... I love you !!!!!!

                                                      Bom dia meu leitores queridos!!!!!

A Noite Delas....


                                                          Artista: Maurizio Barraco

Um gemido suave escapou a boca de Calígula que abriu as pernas,lhe dando boas vindas a sua parte mais intima...


Fedra se ajoelhou enfrente a ela,passando a toalha morna por dentro de suas coxas...

Fazendo com que Calígula a desejasse novamente..

Fedra afagava mais para cima,roçando levemente a parte de Calígula que ficara molhada para Fedra...

Calígula fechou os olhos quando a toalha morna foi retirada e um ar fresco passou por sua pele...

Fedra foi para outra coxa,acariciando até a parte de cima e parou...Calígula gemeu suavemente...

O calor do tecido cobriu seu centro ansioso.A mão de Fedra se pressionou contra Calígula,os dedos provando sua entrada através do tecido...

Com um suspiro ,Calígula se moveu em direção a Fedra...Ela a queria outra vez..

Calígula tremia conforme Fedra passava o tecido por sua fenda...

Cuidadosamente ,ela explorou cada dobra,cada vinco ,circulando a carne macia com a toalha morna até que Calígula gemesse e mordesse os lábios...

Aquela deliciosa tensão mais uma vez cresceu por dentro de Calígula,deixando-a sem fôlego e aguçando seus sentidos..

O mais leve toque quase a fazia perder o controle...

Quando Fedra retirou o tecido Calígula demonstrou seu desapontamento...

Fedra com seu hálito quente passou por dentro das coxas de Calígula ,momentos antes de sua boca se posicionar ali....

Fedra a beijou,seguindo o mesmo caminho da toalha...

Calígula fechou os olhos enquanto uma expectativa do que estava por vir a fez queimar por dentro...

Calígula sonhava com aqueles momentos...

Fedra procurou sua fenda e Calígula mordia os lábios conforme ela passava a língua por seus grandes lábios...

O pulso de Calígula acelerou e ela se contorceu enquanto Fedra com os lábios,os dentes,a língua ,explorava seu terreno mais intimo...

Finalmente Fedra alcançou seu ponto de prazer...provocando o seu clitóris ,circundando-o até que os quadris de Calígula encontrassem o ritmo que a trouxesse de volta ao clímax...

O prazer transbordou através dela em uma onde que se formou,percorreu e se quebrou com uma intensidade de partir o coração...

Fedra se posicionou ao lado de Calígula .Pretendia deixa - lá se recuperar depois do 1°round ,mas Calígula se mostrou tão excitada enquanto Fedra a limpava ,que Fedra começou a beija - lá novamente...

O odor que ela exalava a havia distraído, até que Fedra começou a experimenta - lá...

Fedra lambeu os lábios e segurou os seios de Calígula,tentando ao Maximo ignorar sua incontrolável excitação...

Calígula era virgem ,este devia ser o motivo pelo qual o sexo era tão incrível.Ela era apertada....

Calígula rolou para cima de Fedra ,seus lábios roçaram a testa ,enquanto suas mãos acariciavam os seios de Fedra...

Fedra num impulso jogou Calígula na cama,um calor derretendo se armazenando no corpo dela...

Afastando as pernas de Calígula ,Fedra se posicionou na abertura dela. Fedra tocou Calígula entre as pernas ,encontrando-a toda inchada,quente e muito molhada....

Calígula se inclinou para frente levemente,enquanto Fedra a penetrava,com um movimento Fedra se colocou totalmente dentro de sua cavidade aquecida...

Calígula se enterrou contra os dedos de Fedra ,experimentando usar o quadril...

Os músculos dela se apertaram em torno dos dedos de Fedra..Ela se movia com crescente velocidade enquanto o rubor sexual lhe cobria a pele...

Quando Calígula entrou em colapso ,sua fenda se apertou em convulsão ,Fedra sentiu o gosto de um abismo de prazer escorrer por seus lábios e estrangular seus dedos...

Quando o longo orgasmo terminou,Fedra a embalou enquanto o coração voltava ao compasso ..

Atordoada,maravilhada pelo sexo incrível que jamais tivera..

Por fim Calígula se moveu ,quebrando a união,aninhou-se nos braços de Fedra lhe cobrindo de beijos...Um silêncio calmo as envolveu ,Fedra afagou uma mecha dos cabelos de Calígula por entre os dedos e um suspiro as adormeceu.

quarta-feira, março 27, 2013

As Sete Vampias

                                           BOM DIA ,QUE VENHAM AS VAMPIRAS...

Sonho e Fantasia...

                                                         Artista: Fatbardha Sulaj

O desejo me consumia ,feito delirante febre que em crescente ardia... Não eu não a tinha,era tudo fruto da minha mais doce fantasia ... Já era pra lá de madrugada quando o meu corpo foi a sua caçada... Caçada na escuridão,e como caminho a paisagem de uma antiga visão... Sentada a cama ela me aguardava ansiosa... E nossos beijos eram doloridos... As mãos em ritmo descompassado,deslizava delirante por todos os lados... Era o musical jamais estrelado ... Mãos firmes na cintura,boca grudada na outra, coração descompassado... Eu mordia ela gemia,ela me beijava eu arfava,eu lambia da cintura a mais quente periferia... Ela em minhas costas as unhas fincava,eu já não mais sentia a dor, já era anestesia... Coração na boca,momento de se entregar... Ela me puxa para do seu corpo desfrutar.... Lentamente,vou deslizando feito cobra pelos caminhos que me levam a ardente luxuria... Ela puxa os meus cabelos,guia-me como cega ao desejo pulsante... Desvencilho-me de suas mãos tornando a demora ainda mais desejada... O sexo pulsa,vibra,endurece a cada passada de respiração ... Ela se contorce, cruza as pernas em minhas costas como uma anaconda, me sufoca... É sede de luxuria , a presa na demora ... Circulo com a língua me aproximo lentamente de sua fenda... As pernas afrouxam na medida em que deslizo por cada curva,cada dobra... Meus dedos sondam a entrada , minha língua chega sem pressa ao cume ... Um gemido ,um grito ,ela implora... Eu apenas ignoro,a sensação do entrelaçar das pernas,o coração acelerado, as entranhas contorcidas, o calor em minha face, a minha língua escorregadia... Meus dedos foram sugados pela cavidade úmida... Eu tentando sair e ela me puxava de volta... Era o vai e vem e o circundar da língua... O ritmo aumentando os dedos já enrugados.. A boca quebra o silencio da minha fantasia.. E logo era um solver da mais doce moradia.

terça-feira, março 26, 2013

FLOR- JORGE E MATHEUS


   ..." MEU CORAÇÃO É REGADOR DE FLOR ,TE REGANDO FLOR CÊ VAI ME AMAR"...

Flor da Madrugada....



                                                    ARTISTA : MAURIZIO BARRACO
Flor esperava o celular tocar já era quase meia noite,o sono consumia suas forças ,lutava com a grande mística das horas...Por fim a redenção dos sentindo...foi então que sentiu a boca de sua amante em seu corpo... Trilhando uma fileira de beijos molhados em suas costas...Séria um sonho ,se fosse ela não queria acordar...manteve se de olhos fechados... Os dedos de sua amante eram delicados, fortes e quentes... Ela lhe tocou , sentiu, acariciou com o entusiasmo natural de uma paixão... Sua amante estava com o rosto perto das coxas dela ... Fez com que ela sentisse um desejo incrível se apoderando... Sua amante se aproximava , e a paixão se intensificou... Forçando-a a erguer se e entreabrir um pouco as pernas... No momento seguinte, ela começou a lambê-la , em movimentos longos e suaves.... Que afastava e expunha a intimidade dela... Provocando nela uma loucura que sua amante , sem duvida sentiu... Flor não aguentando abriu os olhos e olhou por sobre o ombro e viu a forma delicada e linda sobre ela... Com os dedos e língua ocupados... A língua encontrou o centro de sua feminilidade.... Sua amante deslizou os dedos para o interior de seu ser... Flor passou a forçar o corpo para a sua amante , com mais força... Agora havia dois dedos trabalhando dentro dela... Estimulado,deixando -a fora de si... Fazendo -a gemer e movimentar-se com ritmo para a sua amante... Flor tentou se mover mais rápido.. Porém sua amante a manteve no lugar e então introduziu um terceiro dedo... Um toque final com a língua projetou -a para o auge ... Flor achou que ia explodir..... E naquele momento alcançou a loucura incontrolável , que a fez contrair- se toda em deliciosos espasmos... Flor sentiu os joelhos fraquejarem e sua amante a virou de costas... Penetrando a novamente tão depressa, que o desejo tornou seu corpo...convulso... Flor gemia de encontro ao travesseiro... Aquilo ali não era fazer amor era ser possuída. ..Sentia os dedos de sua amante entrar fundo em sua escuridão enquanto o polegar remetia inúmeras vezes em sua estreita umidade...O corpo já não tinha estimulo próprio era um espasmo atrás do outro descontrolado...Suas vísceras se contorciam apertavam os dedos a língua de sua amante que insaciável remetia a cada gemido ...Cada vezes mais rápido, fundo ,entrando e saindo por quase completa de seu interior que implorava cada vez mais por aquela sensação que a consumia...O auge a loucura o corpo entregue as desejos da luxuria o gosto o gesto a entrega o amor...Estremecia pela ultima vez dando a sua amante um banho de sabores e gemidos sufocados...Permaneceu ali imóvel sentindo a pulsação de seu interior de encontro a sua amante ...O coração aos saltos a voz embargada e nos olhos o reflexo das horas esperadas.








domingo, março 24, 2013

A volta...


                                                           Artista: Maurizio Barraco

Depois de uma longa viagem...

Ruby chegou em casa...

Ansiava por beijar Cristal...

Seus pensamentos tornaram se nítidos a imagem da sua bela mulher...

Cristal era de uma brancura imensurável..

Tinha nos olhos mantos de sedução...

Sua boca era de um vermelho paixão..

Sua pele macia e delicada..

Sua expressão era sempre calma o que dava a Ruby paz ...

Seus seios não eram nem grandes nem pequenos contrastando com botões de rosa em seu centro...

Suas curvas a perfeição de uma arte esculpida a dedos...

Sua voz melodia de sereia que seduz sem notas e canções...

Uma verdadeira obra luxuriosa de alma contaminada de desejos pecaminosos...

Ruby suspirou fundo ao chegar à porta do apartamento...

Arrumou os cabelos e limpou a voz...

Tirando de seu bolso as chaves que lhe abririam a porta do pecado carnal...

Ao fazer o movimento de enfiar a chave na porta...

Para sua surpresa a porta se abriu...

E logo aqueles olhos brilhantes de desejo permanente ,com um sorriso saudoso se apresentam...

Que visão...

Cristal estava apenas de calcinha e uma camiseta branca transparente...

Cristal pegou as malas e puxou Ruby lhe dando um longo abraço..

E logo eram beijos e abraços doloridos,impregnados de saudades , desejos, as mãos percorriam cada milímetro dos corpos que se queriam desejavam como se nunca tivessem se tocado antes...

A carne ardia , os beijos ,as mordidas as mãos entrelaçadas, se puxavam pela cintura, uma querendo entrar por dentro da outra se unificando em carne ardente...

Cristal se afastou por um instante, respiração ofegante, coração aos saltos, arrepio por toda extensão de pele ...

Com voz embargada ela diz: vem...

Conduzindo Ruby em direção ao banheiro...

Cristal abriu o chuveiro e fechou a porta do Box...

Olhou para Ruby que queimava de desejo..

E lentamente foi removendo cada peça de roupa que lhe cobria o corpo desejado...

Nuas elas entraram no chuveiro...

Cristal abaixou se diante de Ruby com as mãos ensaboadas e foi deslizando pelas pernas...

Subindo lhe as coxas, em movimentos circulares longos e delicados...

Deslizou as mãos para a parte de trás de da perna de Ruby alcançando lhe as nadegas firmes...

Continuou o caminho até as costas ...

Nesse momento seus corpos estavam bem pertos a respiração de Ruby no pescoço de Cristal que arrepiava ...

Ruby desejando , ansiando e Cristal lhe banhando...

Os dedos de Cristal percorriam vagarosamente cobrindo cada centímetro de pele expostas de Ruby...

Cristal encheu a mãos com mais sabão e deslizou a mãos pelo ventre firme e macio de Ruby que se matinha apoiada à parede...

Continuou a descer e delicadamente chegou a boquinha estreita de Ruby que gentilmente lhe abriu dando lhe mais acesso...

Cristal deslizava por toda a delicadeza de Ruby que se agarrava a ela...

As espumas deslizavam pelo seu corpo enquanto Cristal a beijava em seu pescoço...

Cristal desliga a água saem do banheiro e vão ao seu leito ..

Cristal guia Ruby e se lança sobre o seu corpo perfumado...

A boca tremula se aperta contra a de Ruby,roçando a língua num desespero do beijo esperado...

Afagando -a com suas mãos macias e perfumadas..

Beijando - a boca , sôfrega, como se nunca tivesse beijando ...

Sentir todo o calor do corpo nas mãos maldosas,atrevidas , sem rumo,levadas apenas pelo impulso...

Cristal vira Ruby de costas e vai traçando trilhas de beijos ardentes em suas costas...

As mãos subindo lentas,com esforço,a caminho dos seios...

Tomando-os com cuidado, depois da caricia que lhe provocara desejo , mexendo-os e recebendo os gemidos e estremecimentos de Ruby...

Vai deslizando com a boca , ora mordendo, ora arranhando com os dentes ,lambendo ....

O desejo era tão febril que sem demora adentra a cavidade úmida de Ruby....

Com movimentos abeis ,possui a estreita abertura, inchada, molhada,quente,ardente...

Penetrando-a umas ,duas ,três vezes...o ritmo aumentando , calor solvendo...

As entranhas se contorcendo, se apertando aos dedos de Cristal ....

Que metia cada vez mais forte, rápido, fundo ....

Afastando a boca,mordeu a novamente a sua nuca,puxou os cabelos , de Ruby que gemia algo desconexo de prazer , enquanto Cristal enfia a língua em seus anus...

A mão de Cristal descia , a boca encontrou os seios e Ruby gemeu o ruído do mais delicioso pecado....

Afastando se dela que estava queimando de desejo...

Ruby puxou a Cristal pela nuca para que o beijo fosse mais forte, dolorido, feroz....

Os beijos se tornavam mais ardentes, mordiscantes,quase sangrentos....

Cristal possuindo Ruby , furiosamente ,boca presa a dela..

Língua num ritmo descontrolado tentando se prender a de Ruby...

Puxando-a pelos cabelos, mãos agarrando o seio..

Outra puxando –a pela cintura , enfiando os dedos pela estreita caverna em brasa,pressionando com destreza e prática o coração pulsante intumescido....

A língua faminta devorando a sua carne...

Adentrando o pequeno espaço apertado de sua cavidade...

Gemidos e gritos percorriam a sua alma...

Girava o seu corpo se esfregando a Ruby...

Uma briga deliciosa que de suave fez os corpos enfurecer....

Estavam ali uma dentro da outra...

Gemendo ,suando, implorando, querendo , tremendo , se amando...

Um grito e seus corpos estremeceram jorrando seu desejo uma na outra...

Respiração ofegante...

Olhos brilhantes...

Desejo pulsante...

Seus corpos unidos como perfeitas amantes.





sábado, março 23, 2013

Vento do Deserto

                                                           Vent du désert me fait rêver


                                                  Artista : Fatba Modelo: Ge Su

O vento em seus cabelos trazem o cheiro da paixão...
Vejo e revejo em seus traços o amor de outra estação...
E assim sigo pelo silêncio do vento...
Que sopra no deserto onde caminho sem rumo por areias frias...
Em busca de um novo amor trazido pelo tempo...


quarta-feira, março 20, 2013

Fatbardha Sulaj

Vivre a toi est la forme plus esenciale de la vie
                                                    
                                                                                      




Lua Vermelha...

                                        Bom dia meu amigos uma lua vermelha para vocês...

terça-feira, março 19, 2013

Chego chegando... Alegria & Ousadia

                                

                                   Bom dia meus leitores Vamos chegar  chegando sempre... <3>

segunda-feira, março 18, 2013

Carlos santana

                                                  Bom dia meus leitores Apaixonados!!!! <3>

Muda...



                                                      Artista: Fatba Modelo: Paula Yardy



Muda diante dessa estrutura magnífica...


Olhos esses ofuscados por tal visão..

Um frio percorre o corpo ....

Tornando se fogo ao ponto de minha excitação...

Cantiga perdida num desatino de emoção...

Seu corpo seminu repousa em meu colchão...

São curvas e formas do pecado...

Seu rosto em sonho angelical....

Sua respiração soneto de paz...

Enchem meu peito de conforto...

Medo de tocar...

Querendo tocar...

Tal estrutura quase como se fosse escultura de areia ....

Fazendo com que se dissolva entre meus dedos...

Pensamentos veem a mim na velocidade da luz...

Corta-me a visão como um flash: ....

Suas mãos nas minhas....

Seu corpo estrangulando o meu...

O sorriso que lhe causei ao tocar meus lábios em sua costela....

Arrepio do sussurro em meu pescoço..

Mordida nas costas....

Boca entre aberta...

O gemido..

O grito...

O desespero...

O gozo...

Dormes agora senhora do meu paraíso...

Velada por um coração ..

Que entrega lhe a alma luxuriosa de querer.

quinta-feira, março 14, 2013

Diante de tal saudade...




                                                             Artista- Maurizio Barraco

Meus lábios fundiram se aos seus...
Meus olhos mergulharam fundos em sua alma...
Meus dedos entrelaçados aos seus...
Sua voz ecoando aos meus ouvidos...
Seu cheiro impregnado em meu corpo...
Seu gosto ainda em minha saliva...
Suas curvas ainda consigo desenhar ao vento...
Seu corpo ainda marcado em meus lençóis...
Porém mesmo você longe de mim...
Ainda sinto o gosto, o toque, cheiro, o jeito, a voz...
Da saudade que é tê-lá...
Da saudade que não me deixa esquece - lá...
Do amor que a cada dia me incendeia...
Tornando a carne dolorida...
A alma sofrida...
A paixão aquecida...
O amor acrescido de amor...
Da idéia de nunca ter vivido um Amor...
Que qualquer palavra seria indescritível diante de tal querer...
Diante de tal saudade...
Diante de tal paixão...
Diante de você meu amor...
Que se torna inexplicável toda à sensação...
Mas que cresce cada minuto em que pulsa o meu coração...
Sendo assim perto ou distante de mim es raiz cavada em alma renovada...
Sem meios, inícios e fins...
Somente a paz que transforma os meus dias felizes.


quarta-feira, março 13, 2013

Profunda Libre / Profonda Libertà

Artista : Maurizio Barraco

Você Dorme...

                                                                        Chromatic
                                               Artista: Edson Gomes Modelo: Dyeia Forbes

Você dorme..

A cidade dorme...

Aqui estou a imaginar...

Seu sonho....

Seu fechar dos olhos..

Sua boca já sem movimento..

E eu aqui a escrever meus sentimentos...

Enterrando-me cada vez mais em você....

Sendo real..

Você esta no meu pensamento...

Quero ver seu sorriso, seu olhar...

Ver você com cabelos ao vento...

A cama desfeita depois de muitos momentos...

Quero ouvir o bater de seu coração a palma de minha mão...

Quero sentir o seu cheiro nem doce nem amargo...

Quero longos goles de sua paixão...

Quero esticar os braços e te tocar em meio à escuridão..

Quero sentir a vibração...

Quero abraçar-te como uma menina ...

Quero morrer em seus lábios....

E profanar sua timidez....

Quero, querer a sua ultima saliva...

Seus sonhos e neles te encontrar outra vez...

Porque uma história de como poderia ser uma história...

Com segredos confusos e obscuros..

Há muito tempo que se desistiria de si entender..

Às vezes parece que um helicóptero está pousando em seu cérebro...

Afastando os pensamentos , desviando o foco...

Tendo algumas mensagens subliminares nas palavras e só lhe resta fugir..

Sentindo algum arrepio lhe incomodando, fazendo o coração palpitar...

E sim aquele olhar que você está ignorando por medo de encarar..

Ofertando –lhe um destino especial ...

Essa pode ser sua última chance...

Ou vai para um tumulo cheia de vidas não vividas...

Sem deixar nenhum tipo de legado ...

Não se preocupe com o que ainda não aconteceu...

Até porque apareceu alguém que entende perfeitamente coisas que ninguém nunca entendeu...

E te mostra algo que você não sabia ser possível existir...

Por isso ...

Deixe -me sua alma roubar..

Deixe - me a noite um cantiga de amor criar...

Deixe-me o seu mundo confuso decifrar...

Deixe-me dissipar todo seu medo de amar...

Deixe -me aperta-te ao peito e te ninar...

Deixe-me em sua calma repousar...

Deixe-me nas suas ilusões eu me banhar..

Deixe-me no seu abrigo me agarrar...

Deixe -me com seu pior inimigo argumentar..

Só não me deixe por seu amor esperar.



terça-feira, março 12, 2013

Trilhas....


                                                       Artista: Fatba Modelo : Ge Su
Sinto o sabor de seu gozo em meus lábios..


A pele arrepiada ao deslizar dos meus dedos...

Os seios durinhos que com ponta da língua massageava, mordiscava,lambia,me acabava...

Suas entranhas úmidas e quente estrangulando meus dedos,implorando por um novo recomeço....

A sua boca mordendo meus ombros no momento do prazer convulso...

O gemido, o grito sufocado ,o desespero confessado....

O coração acelerado , o corpo suado, tremula e esgotada...

O seu pedido de quero mais...

A vontade de em um único corpo se transformar...

Nos seus olhos o brilho do desejo saciado....

A respiração desordenada...

Garganta seca,rosto em rubor ....

Suas costas que me perdi em pecados ...

De encontro às dunas que como areias movediças enterravam -me em você...

Uma exploradora genuína percorri cada centímetro de seu corpo voluptuoso...

Encontrei relíquia e artefatos extintos ...

Era inevitável não trazer comigo amostras da exploração....

Não são riquezas ,nem peças para museu...

E sim as lembranças e todo o néctar que você me deu.

segunda-feira, março 11, 2013

Encontrei....


                                                                   Foto: Rê G.


Caminhando encontrei na estrada uma linha tênue...
Eu simplesmente atravessei..
Tinha até uma placa escrito : PARE...
Estamos vivendo em um covil e é contagioso...
Tem outros peixes no mar...
A dois tipos de pessoas no mundo....

Como se a vida valesse a pena...

Só porque gostam das minhas esquisitices....

Estou com alguns problemas mas que não vão durar muito ...
Me sinto bem não sendo nada...

Vamos concordar em discordar...

Me leve para a planíce do nada...

Como uma chama que arde em uma vela...

A noite pesamentos ruins viram pesadelos...

Me viro e reviro e sorrio deles...

Tudo é tão fácil....

Fico revendo em minha mente como um filme ..

E encontro o início dessa patoligia...
Doce temperamento...

Um beijo, um choro, um erro , um acerto....

Intoxicada pela noite prometida....

Andei na chuva como abelha rainha...

Eu vou explicar a você tudo sobre viver em liberdade....

Isso é meio que diz tanta coisa e ao mesmo tempo nada....

Seu único amigo agora é o sofrimento, toneladas de sofrimentos....

Eu posso te ver !!!

E você pode me enxergar além dessa linha.???



sábado, março 09, 2013

Corrida Matinal....



                                             Artista : Fatba Modelos : Ge Su & Paula Yardy
Era uma manha de sábado típica de verão suíço...


O céu azul com algumas nuvens dava o charme do dia...

Antinea levantou-se e foi fazer a sua corridinha matinal...

No meio do caminho o encontro de duas almas se orquestrava...

Vim dela ia para ela , Antinea era como um imã e a estranha algo que puxava em sua direção...

Os olhos se prenderam,sorrisos se abriram, o coração em brasa, as mãos aflitas, boca seca, no na garganta...

Enfim o silêncio é quebrado se trocam algumas palavras e vão em direção ao apartamento de Antinea...

Banhada de suor...

O desejo luxurioso percorrendo cada pedaço de seus corpos ardentes...

Entram no apartamento uma puxando a outra,mordendo , lambendo, roupas voavam a cada segundo enfeitando o apartamento....

Nuas Antinea segura firme a mão da Estranha e a guia até o chuveiro sem tirar os olhos a boca da Estranha....

As águas quentes o vidro embaçado só o vapor orquestrava as amantes...

Uma camada fina de vapor encobria o espelho do banheiro embaçando a imagem delas...

A água jorrava sobre elas enquanto Antinea massageava dos ombros até os quadris da Estranha...

Um aroma de pêssego coloria o ar...

Antinea envolveu o pescoço da estranha com suas mãos ensaboadas...

Deslizou a espuma para cima e para atrás das orelhas da Estranha depois até abaixo da clavícula...

A Estranha esfregou a barriga de Antinea , enquanto ela ensaboava seus seios , apertando as pontas com os dedos ...

O desejo percorreu o corpo da Estranha...bolhas de sabão lhe escorriam pela barriga....

Antinea derramou mais gel em suas mãos e se ajoelho diante da Estranha...

Águas quentes batia as costas da Estranha , espirando espuma no corpo de Antinea...

Com movimentos longos e vagarosos , Antinea ensaboou as pernas da Estranha, primeiro esfregando do quadril aos tornozelos , depois acariciando suas panturrilhas, joelhos e as coxas...

A respiração de Antinea aquecia o ventre da Estranha...

O desejo se apossava de seu corpo enquanto Antinea pousava as mãos nos ombros da Estranha...

As palmas das mãos de Antinea alisaram as ancas da Estranha, depois a parte de trás das coxas..

Antinea segurou suas nadegas e apertou...A Estranha gemeu , agarrando com mais força os ombros de Antinea enquanto ela a apertava..

A língua de Antinea provocou lhe o umbigo...

Devagar , ela se levantou e fez um percurso beijando seu ventre ,os seios, parando para lamber cada mamilo sensível, e foi até o pescoço...

A boca de Antinea pairou perto da dela enquanto continuava a afagar gentilmente as nadegas da Estranha...

A Estranha fez um ruído baixo e se contorceu contra ela...

A língua de Antinea adentrou a boca da Estranha,forçando-a com o mesmo desejo que queimava dentro dela...

Seus quadris moviam se mais uma vez por conta própria...

A ponta do dedo de Antinea sondava a abertura dela...

A Estranha se moveu , e em seguida suspirou, a medida que Antinea arremetia para dentro dela, alargando-a e a preenchendo...

Deslizou para baixo o mais rápido que pode e com a boca sugou o ponto intumescido ...

A Estranha estremeceu até o âmago..

Antinea a penetrou fundo , forte , cada vez mais rápido enquanto sugava a Estranha , cada movimento disparando ondas de calor que percorriam o corpo dela...

Sons incoerentes romperam a garganta dela...

A estranha movia os quadris no ritmo compassado das investidas de Antinea.....

A estranha se retesou...

O desejo crescia Antinea vira a Estranha e adentra a escuridão golpeando com fúria, possuindo, arremetendo inúmeras vezes ...

Seu orgasmo veio com tanta força que a deixou sem ar e atordoada....

A estranha esmaeceu nos braços de Antinea...

Por um bom tempo elas ficaram assim , enquanto a água corria em filetes pelos corpos entrelaçados ...

Antinea a beijou com tanto carinho que os olhos da Estranha marejaram....

Com um sorriso sonolento , Antinea desligou o chuveiro e deixou que ela a conduzisse até a cama...

Onde todos os sonhos de luxuria iriam novamente recomeçar....

Porém essa é uma nova historia conto a vocês amanhã.

sexta-feira, março 08, 2013

Lenços de Beijos...



                                                           Artista : Maurizio Barraco


É manhã...
Janelas abertas,sorriso nos olhos...
Volto o meu olhar para o leito e me deparo com a perfeição imperfeita...
Seu corpo nu envolta apenas por um lençol ...
Respiro e suspiro , o ar gélido da manhã que expande meus pulmões enchendo os de leveza...
Sentada em uma poltrona velo o seu sono profundo....
Pensamento voa a noite passada..
Coração dispara ...
Ao relembrar seus lábios vermelhos tocando os meus...
Lábios macios, molhados , hálito fresco adocicado...
Sua respiração quente , ofegante em meu pescoço..
Suas mãos deslizando pelo meu corpo feito seda...
Seu rosto transpirando e a gota de suor caindo sobre mim...
Um sabor de chuva salgada, doce bem mesclada...
A sua língua percorrendo caminhos novos em meu ser...
Descobrindo , indo em busca do meu querer...
Seus dedos mágicos traçando trilhas e me fazendo gemer louca por você...
Sua voz sussurrando prazer aos meus ouvidos já profanados , virgens de sua intimidade...
Levando-me de mim e me transformando em pura carne em desejo...
A dança louca de dois corpos como um só...
Os seus braços como se fosse um polvo me tocando, pegando, apertando, agarrando, arranhando , me torturando até desfalecer...
Cheirando, sentindo, molhando, gozando para você...
O momento alucinante em que seu sexo se uniu ao meu quase um encaixe perfeito...
Uma querendo adentrar pela outra ,mexendo, se contorcendo, envolvendo...
Sua boca aflita por me fazer estremecer...
Seus dedos me possuindo o sexo e a alma...
Mesmo sem você saber....
Foi nesse momento...
Que tudo parou...
Perdi-me e encontrei –me em você...
O amor espancou , gritou a porta de meu coração...
A lágrima rolava pela minha face enquanto estremecia em seus lábios de tanto prazer...
Enxugastes minhas lágrimas com lenços de beijos...
Amarrada ao seu peito vim adormecer...
Olho agora minha cama e percebo que a imperfeição perfeita ...
É o amor que tenho no peito por você.



quinta-feira, março 07, 2013

Bom Dia!!!!!!!!!!

A Reunião...


                                                  Artista: Maurizio Barraco Modelo : Ge Su
7 horas da manhã...


A publicitária da um salto da cama em sentido de alerta ...

O celular tocando ,ela se levantando ,pegando sapatos ,vestidos , e apretechos...

Voa em direção à reunião ...

De certo a mais importante de sua vida...

A escritora famosa iria conhecer o escritório para resolver sobre a sua nova e excitante publicação...

Completamente atrasada a Publicitária chega à reunião...

Todos se voltam a ela com um olhar de reprovação..

Menos um que...

Incrédula diante da estrutura magnífica...

Tem seus olhos ofuscados por tal visão..

Um frio percorre o corpo ....

Tornando se fogo ao ponto de excitação...

Um bom dia temeroso sai de lábios convidativos da publicitária que se senta ao lado da escritora...

A escritora sentiu o calor daquela coxa, grudada à dela , o hálito perfumado se espalha pelo ar à medida que a publicitária vai falando, a voz penetrando -a...

Elas trocavam olhares provocativos , angustiadas com o fim da reunião....

Fim da reunião , todos se levantam menos a Escritora que olha para a publicitária com ar de sedução...

Sala vazia a escritora vai até a publicitária e a toma forte pelos braços...

A boca tremula se aperta contra a da Publicitária,roçando a língua num desespero do beijo sonhado...

Afagando -a com suas mãos macias e perfumadas..

Beijando - a boca , sôfrega, como se tivesse beijando sempre...

Mas nunca saciada de repetir o mesmo beijo furioso...

Sentir todo o calor do corpo nas mãos maldosas,atrevidas , sem rumo,levadas apenas pelo impulso...

A escritora vira a publicitária de costas para ela e vai traçando trilhas de beijos ardentes em seu pescoço...

As mãos subiam lentas,com esforço,a caminho dos seios...

Tomando-os com cuidado, depois da caricia que lhe provocara desejo , mexendo-os e recebendo os respiros e estremecimentos da publicitária...

Colocou a publicitária deitada de costas sobre a grande mesa de reunião...

A fúria do desejo era tão avassaladora que sem espera adentra a cavidade úmida da publicitária pela lateral do elástico da calcinha....

Com movimentos abeis ,possui a estreita abertura, inchada, molhada,quente,ardente...

Penetrando-a umas ,duas ,três vezes...o ritmo aumentando , calor solvendo...

As entranhas se contorcendo, se apertando aos dedos da escritora ....

Que metia cada vez mais forte, rápido, fundo ....

Afastando a boca,mordeu a novamente a sua nuca,puxou os cabelos , a publicitária gemia algo desconexo de prazer , enquanto a escritora enfia a língua em seus anus...

A mão da escritora descia , a boca encontrou os seios e a publicitária gemeu o ruído do mais delicioso pecado....

Afastando se dela estava queimando de desejo...

A publicitária puxou a escritora pela nuca para que o beijo fosse mais forte, dolorido, feroz....

Os beijos se tornavam mais ardentes, mordiscantes,quase sangrentos....

A publicitária possuindo a escritora, na grande mesa ,boca presa a dela..

Língua num ritmo descontrolado tentando se prender a da escritora...

Puxando-a pelos cabelos, mãos enfiadas sob a blusa , agarrando o seio..

Outra metida dentro da calça , enfiando os dedos pela estreita caverna em brasa,pressionando com destreza e prática o coração pulsante intumescido....

A  língua faminta devorando a  carne...

Adentrando o pequeno espaço apertado de sua cavidade...

Gemidos e gritos percorriam a sua alma...

Girava o seu corpo se esfregando a escritora...

Uma briga deliciosa que de suave fez os corpos enfurecer....

Estavam em cima da mesa nuas uma dentro da outra...

O gozo a satisfação ....

O corpo semi nu da escritora, repousava sobre a mesa...

São curvas e formas do pecado...

Seu rosto suado ....

Sua respiração ainda ofegante...

Com o fogo da paixão nada poderia lhes deter.

quarta-feira, março 06, 2013

A Bela Carioca....



                                                    Artista : Maurizio Barraco Modelo: Ge Su

Noite de lua cheia...


A brisa abafada desliza a face da Fotografa que se encaminha ao quarto de revelações....

Em meio as fotos a lembrança da tarde lhe volta à mente fazendo o seu corpo arrepiar...

A bela carioca de pele macia,de lábios rosados de cabelos desarrumados...

Uma onda de calor lhe sobre a face que se torna ruborizada pela memória quente ,viva ...

Seca a garganta,o coração acelera em ritmo de carnaval,e o desejo inunda a sua feminilidade....

Ao relembrar que quando ela disse a Carioca : As fotos estarão prontas amanhã!

A Carioca disse: Cale -se e beije -me...

A Fotografa beijava seus lábios, seu queixo, a pele delicada de seu pescoço..

Arrepiando a Carioca até a alma...

Com a boca colada a dela, apreciou as mãos fortes acariciando seu ventre e deslizando para cima...

Tomou os mamilos entre os lábios...

Primeiro sugou -o com força...

Depois, aliviou a pressão e lambeu o bico endurecido ...

Até fazer a Carioca ter vontade de gritar...

Com a tensão , a Carioca agarrou com força os cabelos dela e precisou se concentrar para não arrancá-los...

Então deslizou os dedos pelas mechas sedosas...

A Fotografa passou a língua pela parte inferior dos seios da Carioca...

A Carioca deixou escapar um gemido ao sentir que a Fotografa alcançará o elástico da calcinha..

A Fotografa afagava a parte interna das coxas , perto da calcinha , enquanto o polegar traçava pequenos círculos sobre a carne intumescida...

A Carioca suspirou e entreabriu as pernas para dar a ela um melhor acesso...

A Fotografa puxou a calcinha para o lado e pousou os lábios na carne vermelha quente e molhada , deslizando suavemente a língua...

A Carioca sentiu se ofegante e tremula...

Com um movimento abrupto, a Carioca rodou e se jogou por cima da Fotografa e forçou a para baixo , até deitá-la no tapete...

Deslizou um pouco mais para baixo e começou a mover se sobre os quadris dela...

A Fotografa segurou a pelas nádegas , puxando -a para si..

Apertou-a forte , segurando-a pelos ombros, e beijou-a com violência até fazê-la gemer...

Começaram a se mover, numa fricção deliciosa, estupenda , enlouquecedora...

A Fotografa sentiu as mãos da Carioca descendo, moldando seus seios..

Forçando-os um para perto do outro...

A Carioca massageou os mamilos com os dedões , provocando -a , mexendo-se cada vez mais , até fazê-la atingir o clímax....

Tão intenso que a obrigou enfiar-lhe as unhas, arranhando seus ombros...

A Carioca tomou um dos mamilos entre os lábios, e a Fotografa arfou...

Depois de um longo tempo passando a língua pela pele sensível dos mamilos dela..

Ora sugando-os, ora acariciando-os...

A Carioca deslizou para baixo e mergulhou entre as pernas dela...

A Carioca a acariciava , beijava e tocava todos os lugares que podia alcançar...

Inebriada de paixão, desejo, ardor....

A Carioca a penetrou , foi como um sonho , o prazer ideal...

Por longos minutos, houve apenas respirações ofegantes , os sons dos dois corpos em movimentos cadenciados pelo prazer do toque ..

Ofegando e gemendo contra o pescoço dela, a Carioca apoiou uma das mãos ao lado da cabeça dela...

Encaixavam-se a perfeição..

Era quase um milagre....

A Fotografa deslizou as mãos pelos ombros da Carioca, pelas costas, nádegas rijas, encantada pela textura daquela pele...

Com aquele aroma , com aquele jeito quase indefeso em seus braços concentrada em possuí-la...

Com delicadeza , a Fotografa mordeu-lhe o lóbulo da orelha e suspirou ...

A Fotografa se afastou uns milímetros e beijou-a com intensidade...

Colocou as mãos entre as coxas dela, afastou-as o mais que pode e passou a massagear o cume de sua excitação com a língua, enquanto entrava e sai dela com seus dedos ávidos... Prenetrando-a mais e mais rápido, forte , fundo...

A torrente de sensação era tão violenta que a Carioca sufocou se com o grito da luxuria...

E o único som que escapou foi um gemido abafado...

A Fotografa continuou a penetrá-la e a estimulá-la , senti-la tremer , estremecer, até que a Carioca implorasse que ela parasse e visse milhões de estrelas explodindo bem diante de seus olhos.

terça-feira, março 05, 2013

Cada Vez....


                                                   Artista: Fatbardha Sulaj- Albânia

Se cada vez que penso em ti , a minha mente se gastasse...
Hoje eu já estaria com as baterias cerebrais completamente fracas...
Se cada vez que te olho, eu roubasse um pouquinho de você..
Tú agora seria como uma recém - nascida....
Se cada vez que te abraço, meu braços criassem musculos ...
Já seria a mister universo.....
Se cada vez que te beijo , caísse uma gotinha d'água no mar...
Já teriamos hoje o 2° diluvio....
Se cada vez que eu falo em amor para você, nascesse uma estrela no céu...
Não teriamos mais noites.



segunda-feira, março 04, 2013

Madrugada Quente....

                          Artista : Maurizio Barraco Modelos: Lena c. y sabine

Eram quase cinco da madrugada ..

Hera e Atenas dormiam ...

Um barulho fez com que Atenas acordasse de seu sonho...

O corpo emitia ondas de calor ao vislumbrar a deusa ao seu lado....

Sendo levada pelo instinto da carne Atenas deslizou os lábios em busca do néctar de Hera...

Atenas roçou a língua ao longo daqueles lábios convidativos....

Envolvendo Hera em seus braços...

Hera murmurou um protesto....

Atenas não perdeu tempo e invadiu a intimidade da boca murmurosa.....

Trazendo-a para mais perto , e intensificando a exploração de sua boca....

Somente o lençol envolto ao corpo de Hera as separava...

A sensação dos seios arfantes pressionados contra os dela , fazia ir as alturas...

Cada vez mais excitada Atenas deslizou as mãos pelos seios , pela barriga de Hera....

Encaixadas feito colheres Atenas se revolvia no esguio espaço da cama se aninhando cada vez mais a hera...

Atenas beijava , mordia a nuca de Hera, que se contorcia ...

Tocando suas nádegas no sexo excitado de Atenas que gemia a cada toque....

Atenas com uma das mãos encontrava o sexo úmido quente de Hera e com movimentos circulares fazia com que hera se contorcesse ainda mais num ritmo descadenciado...

Ritmo dos que procuram o fim da angustia do prazer....

Com a outra mão livre Atenas toma o seio macio e intumescido de Hera...

Atenas desliza a língua quente pelo pescoço de Hera ....

Lentamente Atenas desce pelas costas de Hera encontrando as nádegas ....

Hera se joga de encontro à língua quente de Atenas que com movimentos circulares adentra a cavidade úmida de hera...

Sem mais protelar, Atenas molha seus dedos em seu sexo ardente e adentra aquela boquinha estreita macia e quente....

Com investidas cada vez mais fortes faz com que Hera se contorça , se movimente num ritmo louco , delirante de prazer....

Hera arqueou o corpo lhe dando uma melhor abertura de sua alma faminta pelos dedos de Atenas....

Que afundava em suas entranhas ....

Sua boca sugava, seus dedos adentravam numa loucura sem fim...

Hera gemida , mordia , puxa Atenas cada vez mais para dentro de seu corpo....

Um grito abafado , a unha metida na carne ,o gozo.....

Nos dedos e nos lábios de Atenas a sensação de pulsar, do vibrar das entranhas que estrangulavam os dedos de Atenas.....

Na ponta da língua o sabor que escorria das entranhas de hera...

Sem se retirar Atenas deslizou o corpo para cima de Hera e a beijou com o ardor de seus sonhos.













sábado, março 02, 2013

Encontro de Amor..



                                           Artista- Maurizio Barraco

Ela se divertia com as pontas dos dedos pelas costas de sua namorada, e com a outra mão simultaneamente  deslizava a língua sabiamente em seu ponto de prazer...Sussurros e gemidos invadiam o ar... Os dedos logo foram substituídos por lábios úmidos e macios...
Ela parava e engolia os fluidos que deslizavam pela cavidade quente, inundada e macia...
Enquanto isso os dedos continuavam a provocar entre suas nádegas, e até penetrava-a de vez em quando, cada vez mais fundo, incentivando pequenos suspiros...
Sem ter como fugir de tais investidas ela, então se entregou abrindo ainda mais a fenda de ardor...
E se agarrando aos lençóis das laterais da cama...
Cada molécula de seu corpo gritava muda, esperando pela explosão de seu néctar...
Respiração ofegante...
Corpo tremulo...
Mantendo as pernas bem afastadas...Ela beijou sua fenda, enquanto as suas mãos deslizavam para baixo...
Os  seus dedos serpentearam entre suas nádegas  e adentrou firme na entrada que descobrira...
Entrando e saindo, sugando, lambendo, metendo cada vez mais forte e fundo...
Gemendo ruidosamente, enquanto  entrelaçava seu corpo no dela...
Era uma sensação tão boa em te-la finalmente deslizando para dentro dela...
Enquanto ela se movia para cima e para baixo, a frente e atrás, tentando sentir da melhor forma aqueles dedos que adentravam  ...
Ela brincava com os seios de sua namorada enquanto mordiscava, beliscava...
Sua namorada arfava e gemia...
Os dedos dela eram bem eficazes, sua namorada reduziu os movimentos a um mero balanço, permitindo que seus dedos talentosos fizessem o restante. Sua namorada embalava os quadris para frente e para trás em seus dedos ,enquanto ela estimulava ...Com a outra mão, ela beliscava os mamilos...
Ela virou a sua namorada de costas e a penetrou fundo e cada vez mais rápido entre suas nádegas...
Ela gritou em espasmos longos e deliciosos...
Os corpos adormeceram na penumbra da madrugada...
Onde os sonhos de amor e luxuria agora embalam em leito de paz.

sexta-feira, março 01, 2013

O Último Romance - Los Hermanos

 Para você .....




Foi por pensar em você....


                                                            A serie SIN LIMITES
                                                            Artista: Maurizio Barraco
                                                            Modelo: Marcela

Foi pensando em você que meu pensamento se contaminou em luxuria...

Então me lancei às profundezas do pecado carnal...

Uma das mãos pegando firme a base da nuca...

Os cabelos na parte de trás do pescoço se arrepiam em atenção...

Uns gemidos seguiram ,tomando o ar sem quebrar o clímax...

Sentindo esquentar até as raízes dos cabelos...

A magia das mãos ao deslizar delineando os seios...

Apertando ,confrontando os mamilos..

A sensação de sucção dos biquinhos durinhos...

A língua adentrando ,invadindo possuindo a boca....

O puxar do corpo pelas nádegas arrebitadas ....

O sexo úmido roçando de encontro à coxa....

Olhar de desejo,de ânsia, de luxuria....

Os sentidos delirantes ao ser mordida, tocada, envolvida pela língua , boca e dentes...

Gemendo ,rugindo ,sussurrando com o prazer que lhe davam aqueles lábios....

A umidade se formando no sexo latejante...

A mão entre as coxas quentes....

Os dedos penetrando, possuindo, saindo e entrando em ritmo explorador...

A língua faminta sugando,lambendo o ponto durinho , inchado, molhado....

Suor, calor, loucura,delicia, entregue ao delírio...

A sede insaciável ...

Sensação aumentando ...

Coração aos saltos...

O corpo convulso...

Puxando, mordendo, arranhando rasgando a alma...

O delirio da face enterrada entre as pernas desesperadas....

Um grito ...

O estremecer de seu corpo convulso....

O gozo...

A redenção...

Ainda querendo,chorando ,implorando,suando,pegando,puxando ,solvendo ...

Sozinha na paz.