sábado, dezembro 01, 2012

Gruta ...

Artista: Fatba


O que seria de mim sem o seu rosto de marfim....
O seu corpo meu tumulo do repouso...
Sentindo o meu coração bater no lado oposto do peito...
Milhas e milhas separam a alma contaminada pela maldita....
Vindo para mim como sopro ardente...
A lembrança ainda viva...
Dos corpos arfando na gruta do pecado...
E tudo era apenas uma dança...
Deixando apenas como testemunha ...
A brisa,as pedras,as ondas.....
Porém se voltares à gruta os gritos luxuriosos ainda soam como ecos aprisionados...
E aos ouvidos dos novos visitantes uma estranha melodia de mistérios se tornará.

Um comentário:

  1. Lindo poema!!! A gruta que guarda memórias!! Muito bem escrito!!! Beijos :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!