terça-feira, outubro 09, 2012

As horas...




Naquela hora...
As águas ,moviam-se cada vez mais rápido,mais forte,mais fundo,eram dedos ,boca e língua em descompasso ...
Um clamor de sons pluralizados...
O silêncio é quebrado e a boca se enche com o doce amargo do pecado...
Em seus dedos o pulsar do desejo consumado...
Agora é calmaria ,silêncio...
O coração aos saltos...
As mãos se unem em cumplicidade..
Afagos e sorrisos...
É terno ...
É simples...
É o esperado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!