sexta-feira, outubro 05, 2012

Arte da vida...




As obras inacabadas de uma construção...
O pulsar de veias que já não sentem aquela explosão...
O eco do passado que já não causam tanta recordação...
O caminhar entre rotas de fuga que levem ao meu coração...
Sou um labirinto que muda de forma a cada segundo...
Perca se nele por um instante e perderás o que mais lhe preserva...
A paz...
Não sou santa ,nem chego perto de ser um anjo...
Mas estou longe de ser um demônio..
Apenas vivo a arte dos que me encanta.

Um comentário:

  1. LIndo poema! Viver a arte dos que te encantam como vc ressalta pode ser entendido como viver o presente!! Isso se chama sabedoria!!! Beijos, Ju :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!