sábado, agosto 04, 2012

Sonhos de Castelo...

Às 7 horas ... Cheguei à praia de balde na mão.. Procurei o lugar mais calmo,longe da multidão... Onde o sol não batesse tanto ... Onde não fizesse muita sombra... Onde encontrasse conchas... Onde eu sentisse a areia firme... Onde eu pegasse areia fofa... Onde só tivesse brisa... Onde eu sentisse as gotículas das águas o rosto molhar.. Enfim achei o lugar mais bonito que qualquer ser humano gostaria de encontrar... Agachei-me próximo à beira mar e comecei a cavar.. Com o meu balde espalhava areia até o meu castelo molde tomar... Depois de algumas horas o sorriso veio o cansaço consolar.. Era a construção mais perfeita que eu pudesse imaginar... Parada em frente ao castelo como era belo... As paredes fortes , dava sensação de proteção.. Tinha 4 torres com bandeirinhas que mostravam orgulho da nação... Fiz uma ponte firme e confiável... Abaixo da ponte fiz um lago e coloquei água do mar o que dava um toque de delicadeza ao lugar... Já no fim da tarde , nossa que decepção a maré subiu e o meu castelo engoliu... Pensei como tola fui ,construir meu sonho perto de algo incontrolável... Na manhã seguinte ainda magoada... Voltei à mesma praia e escolhi outro lugar ,pensando: Aqui nada tem para o meu sonho estragar.. E passei o dia inteiro o castelo levantar... No final do dia quanta alegria o castelo era o mesmo porém seguro no seu novo lugar... Como burra fui mais uma vez , um vento muito forte veio e o desfez... Muito transtorna fui embora sem para trás olhar.. Conversei com a lua e ela um conselho veio me dar.. Mandou eu construir onde as ondas não pudessem engolir, onde os ventos fortes não o espalhassem pelo ar... Decidida fui à praia mais uma vez... Achei um lugar atrás de uma pedra onde nem as ondas , nem o vento pudessem o meu castelo alcançar.. E mais um dia se passou o castelo firme ,forte e protegido de pé novamente ficou... Orgulhosa, fui ao carro à câmera pegar afinal queria o meu sonho de vida registrar... Quando cheguei ao carro a câmera comecei a procurar, demorei alguns segundos para notar... Porque ao sair do carro as gotas nas minhas lentes começam a deslizar.. Corri,corri,corri sem parar.. Ao chegar perto do castelo comecei a chorar pois a chuva o meu castelo mais uma vez veio desmanchar. À noite a lua veio me visitar .. Olhei para ela ... Olhei mais uma vez... Os olhos cheios d’água.. Coração apertado.. Da janela me aproximei... Vislumbrei fixa ao seu iluminar.. A janela fechei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!