sexta-feira, agosto 10, 2012

Pétalas...

Gritar ,rasgar a alma ao meio.. Sentidos contrários à dor.. A flor de pétalas brilhantes... O orvalho reseca... O amargo das horas... O nevoeiro que ressuscita a alma escurecida... É dia ,é dia.... Porém em seu peito já não se sentia.... Aquecendo se do fúnebre das manhãs... Olhando o fundo do poço das emoções... Emaranha-se novamente nos belos lençóis... Dançando a melancolia de seus nós.

Um comentário:

  1. Gostei da associação da imagem com o texto... Beijos, Ju :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!