quarta-feira, agosto 01, 2012

Capitulo 8: A descoberta...

No mesmo instante em que os olhos de Singer a encontraram sentada naquele canto oposto ao lugar em que ela estava,e o olhar da desconhecida bateu com o dela. Singer sentiu a vida mudar,o lugar mudava,ela mudava,o sonho se tornara real agarrando a ,enfebrecendo a na violência mais luxuriosa a atração. Ela , magneto ,Singer qualquer coisa que se arrastava em sua direção,Singer em transe,sentindo. A desconhecida continuava olhando para Singer,que tinha certeza ser linda como a primeira verdadeira estória fadas.Ia acontecer um conto maravilhoso de flores,rios,mágicas.Estava em seu olhar o delírio da imaginação fértil,criando mistérios entre ela e a desconhecida. Singer olhava mais uma vez em direção a ela que estava na companhia de uma amiga,amiga essa que acendera um cigarro para a desconhecida,foi ai então que Singer a reconheceu.Era ela a Gina,o amor de Singer. As amigas perceberam a quebra do entusiasmo de Singer,era notável a ruga que cortava a testa e as pálpebras que semicerram para os seus olhos que pareciam vasculhar o mais intimo do seu ser,simplesmente voltando para dentro dela ,para que switer não sentisse na carne. Uma amiga arriscou: Singer , o que foi?Porque ficou triste de repente? Singer responde as amigas: É possível ter se noção de tudo tão assim inesperadamente,como se me visse como sou e pesasse o tempo,medisse a distancia e avaliasse as consequências? As amigas sem saber do que se tratava tornam a indagar: Por quê? O que quer dizer? Singer calmamente responde: Ela continua linda e eu a amando! Singer se volta para trás e percebi que a Gina não olhava para ela e sim para uma mulher que ela vira buscar a Gina há muito tempo em sua casa.E pensou que talvez Gina nem tenha notado a sua presença .Singer precisa fugir,as lagrimas inundavam sua visão ,não ela não se importava com as lagrimas aguando seus olhos. Voltando seus olhos para Gina que dançava com um homem do Paraguai,estilo : cabelos curtinhos,gestos masculinos ,bem integrada com aquilo que se propôs ser: uma ridícula imitação de Homem. Olhando mais uma vez apenas para ter a certeza de que era Gina mesmo que estava ali,a imitação barata ria enquanto seus olhos pousavam em Gina. Ainda hoje ela se pega vagando pelas ruas procurando.sabe o que? O amor,ele pertence ao universo ,à liberdade,sem limites,e ela tola ,continua procurando uma pessoa pelas ruas .como se nota , será muito difícil dela encontrar,porém um dia ela o reconhecerá pois ela já o teve durante um bom tempo. FIM

Um comentário:

  1. Re, linda história...nesta postagem, achei interessante esta passagem: "Ainda hoje ela se pega vagando pelas ruas procurando.sabe o que? O amor,ele pertence ao universo ,à liberdade,sem limites,e ela tola ,continua procurando uma pessoa pelas ruas .como se nota , será muito difícil dela encontrar,porém um dia ela o reconhecerá pois ela já o teve durante um bom tempo." Não vou tecer comentários desta vez... suas palavras já foram suficientes... ótima postagem!!! Beijos, Ju :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!