terça-feira, julho 31, 2012

Capitulo 7: Imaginação...

Elas se olhavam? Não sei!Só sei que os olhos de Singer disfarçavam em volta e iam pousar na desconhecida numa ânsia descontrolada.Singer não a via apenas a sentia,dizia ser extraordinário o que estava acontecendo,o inesperado,por uma mulher que mal enxergava na penumbra da boate.Singer estava sendo ela mesma,caindo em sua própria sensibilidade,boca gelada,coração aos saltos,medo de não acontecer nada,sofrendo por talvez acontecer alguma coisa.Que a imagem viesse até ela ou simplesmente se diluísse perante os seus olhos enfeitiçados.De uma forma assustadora o sentimento se instalara dentro dela.Existia algo germinando ,arreganhando,apossando se ,possuída pela emoção que acreditava só ela sentir e ninguém mais .Era ela ! Vinha dela!Ia de Singer para ela! Uma corrente elétrica continua.Uma mulher cujos traços ela mal podia definir. Eram cabelos longos,branca,cílios alongados,forçando ar de tristeza.Só podia ver isso de onde estava.E era uma presença que predominava,que ofuscou todo o resto.Ficando apenas o olhar dela,as curvas e a musica. Singer sentindo o amor tomar conta de tudo,o amor que era a impressão mística de encontro,de identificação,de saudade pela espera, de ansiedade pela procura,de êxtase pela reciprocidade. Enfim os olhares se prenderam e os pensamentos eram manifestados pela delicadeza de suas almas,que se contataram por telepatia. Elas não se conheciam,ninguém sabia quem era quem.porém os olharem se falavam através da linguagem muda dos que se atraem pelo arrepio.

segunda-feira, julho 30, 2012

Capitulo 6: Balada...

Era sexta –feira Singer marcou com duas amigas,elas iriam a uma boate,as amigas ficaram incrédulas e contentes ao mesmo tempo com a ligação de Singer. Chegaram à boate,Singer se sentia como a volta dos mortos vivos em meio a uma floresta colorida.Afinal há mais ou menos 1 ano só convivia com os amigos de Gina e presa ao trabalho. Singer sentia se rodeada por um nevoeiro de poeira que erguia ,relembrando ,recapitulando,recordando,analisando ,pensando o que fez para chegar ao resultado do que aprendeu em sua vida. Teve muitos casos,aventuras e problemas,e nem tudo foi como gostaria que fosse. E por fim acabou lembrando especialmente da Lidia,primeira namorada dela: Dizem por ai que era protetora,amorosa,possessiva,mandona,uma perfeição. Ficaram juntas 4 anos,as más línguas dizem que ainda estariam juntas se não fosse pelo fato de Singer te lá pego em traição com a sua melhor amiga. Uma amiga de Singer brincava com ela dizendo : Eu escolho uma mulher para você!!! E seguia dizendo: Não,não olhe aquela , é feia! Veja a outra aqui na sua frente,ih,também não,tem cara de fim de carreira.Chiii...Está difícil Singer! A balada estava ótima como a muito não se via.Tudo transcorrendo em ritmo de dança,na loucura da vibração do som. Foi então que Singer a viu e a desconhecida a viu.Em pensamentos Singer : Será que estava olhando para mim? Uma duvida cruel.sentindo o coração disparar,que emoção esquisita.E nem mesmo estava conseguindo vê lá ,era apenas um vulto,recortado às vezes raios de luzes brilhantes da boate. As amigas perceberam a transformação de Singer ,seguindo o olhar dela. Singer apenas ouviu o comentário sem desviar o olhar que a prendia: É essa? Ela é linda! Ela até hoje se pergunta como conseguiu desprender os lábio para dizer: É estranho,nem mesmo a vejo nessa escuridão direito,sou míope, minhas lentes ressecadas pelo ar contaminado enxergo ainda menos ,entre tanto ela me passa algo. É como radiação,sei lá.Mas vocês têm certeza de que ela esta olhando para mim mesmo ou para esse lugar casualmente? Uma das amigas responde: Ela esta olhando para você sim e com bastante insistência.Singer desviara o olhar.Timidez era algo que as pessoas não acreditavam que ela tivesse,porém por dentro somente ela poderia dizer em qual pé de tensão ela se encontrava...

domingo, julho 29, 2012

Capitulo 5: Vida nova e coração fechado...

Singer fechou a loja,queria cuidar dela sem correr atrás de ilusões.Começar de novo seria muito bom.Arranjar emprego,mudar de nome,viver sem tantos problemas .Em meio a tudo Singer clama por deus ,e pensa : é ele não me ouviu, afinal não veio me dizer o que fazer! Às vezes as derrotas do dia a dia nos liberta de determinadas preocupações ,porém acaba nos levando a outros caminhos que podem nos dar a paz. Foi pensando assim ,que Singer forçou se acreditar que dali para frente tudo seria tranquilo,mesmo sem grana e sem ninguém. Singer queria se divertir,para de pensar ,respirar,esquecer o medo ,a covardia de Gina.Precisava encontrar pessoas. A verdade era apenas uma por mais que quisesse provar de novo o gosto do amor,não conseguiria amar ninguém,era apenas sexo,medo da solidão...

sábado, julho 28, 2012

Capitulo 4: Lembranças e o fim..

Singer sentada a sua mesa lembrava que sempre que elas fechavam a loja,os beijos tornavam-se mais selvagens ,ardentes,quase sangrentos era uma loucura febril. Era assim : Gina enterrando se no seu corpo,remexendo –se nos pequenos espaços da loja.Bocas grudadas,línguas como cobras tentando se enroscar uma a outra,mãos que puxavam pela nuca,ela eufórica pelos sentidos alertas da fúria do desejo sexual,mão enfiada por baixo da camisa buscando os seios ,outra enfiada dentro da calça,metendo os dedos pela calcinha de elástico alargado,adentrando a caverna ,alisando com precisão da pratica e do conhecimento das zonas erógenas ,o clitóris intumescido. Na exaltação ,um susto ! Bateram a porta da loja. Se recompuserem e foram atender porém era apenas o vento . Singer se afastou de Gina durante um mês.até hoje ela não sabe como passou esse mês.Sabe se apenas que certa noite ela foi à casa de Gina e nem chegou a chamar,porque de repente Gina desce as escadas e entra em um carro amarelo parado enfrente a sua casa. No dia seguinte Singer liga marcando um encontro na velha praia onde o amor delas reinava.Gina deu as primeiras palavras ,As mãos uniam se e desuniam se era como um dialogo de mãos que tremiam de saudades.Em meio a conversa Gina conta que já avia alguém em sua vida,choraram muito ,Singer implorou pelo seu amor,a queria como nunca imaginou ser possível.porém já era tarde demais.Singer pergunta em prantos porque vamos nos separar?Porque nosso amor não pode mais ser? Sem resposta ,beijaram se com sofreguidão.Gina a abraçou,e Singer sentiu como mais um adeus.Era um adeus ,das mãos que levavam as dela ao rosto para afagar lhe as nadegas,das mãos que conduziam as delas aos seios,das mãos que lhe ofereciam todo o corpo para que Singer amasse,beija se , possuísse. Conversaram muito sobre a situação,porém os problemas pareciam insolucionaveis,os obstáculos intransponíveis.Gina via as lagrimas deslizarem pelo rosto de Singer , o que a fez suspirar e se aproximar ,lábios estendidos para beija lá. Foi uma loucura porque naquele beijo Singer não sentiu o desespero dos outros beijos,mas um sentimento novo cultivado por Gina ,talvez um dos menos esperados e humilhantes ,para doar de seu amor que já não era infinito: pena pela lagrima que Singer desprendeu de seus olhos. Elas passaram a tarde juntas,as 17:30 h foram embora cada uma para o seu lado. Tudo havia acabado,o coração de Singer eram apenas fragmentos de uma alma cheia de amor.Era o fim. Singer estava se debatendo ,e sabia que não adiantava ser eximia nadadora,porque iria morrer afogada.Ela jamais conseguiria nadar contra a maré do oceano em revolta ao qual se lançou sem salva vidas. Conta a historia que durante aquele mês,Singer resolveu se afastar de Gina ,que ligava ,pedia para vê lá, sofria por ela,e Singer tentando se encontrar e quanto mais se procurava mais se perdia , e sim perdeu o que a encontrava o amor de Gina.Elas se encontravam ,tentavam voltar,Singer via o pranto convulso naquele rosto. Sentia o frio rasgar as entranhas o corpo inteiro.Singer estava despedaçada por dentro intuitivamente sabia o que estava acontecendo : O fim de tudo ,não do amor!...

Capitulo 3: Deteriorando ...

Ver a cara de Gina o que em outros tempos lhe parecia muito bonita ,apesar de nunca ter lhe dito sobre sua beleza.Agora já não havia mais nenhum atrativo,embora muita gente arrastasse uma asinha para ela.Singer também queria arrastar porém para o mais longe possível. O sorriso de Gina era lindo porém com um tempo tornou se triste,negro,desfeito pelo tempo. É assim que uma pequena loja vai morrendo,sentada de cabeça baixa sobre a mesa,pensava ...Eu não existo!!! Quero sumir.De saco cheio e sem saber por onde começar.Era necessário organizar as tarefas , e aos poucos daria conta de tudo. Se relaxasse estaria completamente perdida e a saída seria apenas chamar o contador ,pagar todo mundo e fechar a loja. Era a derrota,o cansaço,o desanimo,estava ela lutando contra sombras.Explorando o vazio,como naufraga nadando contra a correnteza do vazio , do abismo insondável. Largar tudo!! E daí? Ela precisava era ter coragem para deixar a Gina. Afinal o que Gina sentia por ela? O que Gina realmente significava para ela? Estava muito confusa,tudo acontecia ao mesmo tempo,um mix de sentimentos. O pensamento puro ,olhava para os boletos e pensava em Gina,em dinheiro,no cansaço,na razão pela qual trabalhava.Gritando a sua verdade,o seu vazio,a sua consciência: o mundo é uma Bosta e ela se sentia a própria merda.Singer pensava e sentia o vazio em sua alma,os objetivos desapareceram,não havia mais amor? A ira explodindo sua mente pela inutilidade de seus esforços: Bosta ! É uma bosta mesmo! Perguntava-se: O que sou para desejar tanto e ao mesmo tempo tão pouco? Escrevia e pensava em Gina,é um devaneio!O telefone toca em sua mesa ao atender é Gina chorosa por ela não ter ido a sua casa. Há quanto tempo Singer não fazia amor com Gina? Nem sabia ao certo, ela não tinha disposição,e nem pensava nisso,o trabalho diário acabava com as suas forças. Ela queria apenas que a Gina começasse a pensar direito,a ponderar a situação,o mal que ela estava fazendo a Singer. A voz que antes acelerava a pulsação e a deixava sem o que dizer,agora se tornava um verdadeiro acido escorrendo lentamente pelo buraco de seu ouvido. Gina: E então você vem ou não? Singer poderia continuar ali,porém uma ideia lhe crescera em sua mente.E apenas respondeu: Sim ,Gina eu irei! Gina achara estranho. Ao chegar Gina tentou abraça lá ,porém Singer simplesmente a empurrou,Gina mordiscou os lábios e grunhiu em protesto.Sim era verdade Singer havia ido à casa de Gina para terminar tudo,porém mais uma de varias tentativas frustradas. Pois ao vê lá Switer sentiu se dona de cada molécula existente no universo,não estava só,estava começando de novo. Era um novo sentimento resurgindo de uma alma esfarrapada por decepções. A ilusão tomava conta ,pincelava o seu mundo de anil e aquelas palavras que ao telefone lhe pareciam acidas ,soavam como melodias encantadas que lhe traziam o amor. Tudo o que Singer queria era toca lá ,beija lá, puramente animal,como uma fagulha que a presença de Gina fazia em chamas.Com a fúria dos desesperados Singer beijou Gina que se entregou ao calor que subia acima da pele ,e tocou o rosto como vapor,adentrando os poros,esticando a língua para tocar a de Singer,as mãos agarravam ela pelos ombros ,afagando o seu rosto,puxando a pela nuca para que o beijo fosse mais forte,demorado,dolorido. Eram sempre assim as reconciliações delas,mas a felicidade não durava muito,pois quando voltava à realidade do mundo ,tudo cairá sobre os ombros de Singer novamente....

sexta-feira, julho 27, 2012

Capitulo 2: Auge do amor...




Há anos com Gina era a prova suprema de resistência física e mental.
Brigas ,desentendimentos ,um desencontro total de educação,cultura,ideias,nenhuma afinidade .A única já se esgotara : Sexo.
Por isso a vida delas ,sem que se cogitasse,tomava um novo rumo.Os problemas,os desesperos,as incompreensões traziam na uma vontade de morrer,de fugir ou apenas de começar tudo de novo num fim de mundo,com outras gentes,sem ambições ,sem ilusões,amando o céu sem querer cruzar ele em um jatinho,amar o mar sem desejar um iate,amar a terra sem querer construir uma piscina e deitar na grama sob a copa de uma arvore,que é bem melhor do que usar um guarda sol de lona colorida que com o tempo desbota.
Lembrando sempre dos bons tempos , dos telefonemas ilimitados,cartinhas ,poesias ,musicas e até de um retrato que haviam tirado na casa de uma amiga.
Tudo o que Singer fazia ,dizia,pensava girava em torna de Gina.Ela era o ponto focal da vida de Singer.Paravam sempre nas imediações da casa de Gina ,Altas horas,e os beijos e abraços...
Elas passeavam pelas praias ouvindo o canto do mar,trocavam confidencias ,Singer dizia o quanto a amava e as tardes eram lindas ,livres,felizes .Sendo o bastante para a felicidade mutua.
Sempre que Singer a encontrava o seu coração se enchia de emoção ,o peito era tomado de dor,paixão e o amor parecia não ter mais fim...

quinta-feira, julho 26, 2012

Capitulo 1




Singer parece nome importante ,proprietária de uma loja que tenta fincar alicerces e segue como um barco a deriva,sem saber ao certo aonde irá apontar.
Tendo a esperança de que ainda vai se tornar uma grande loja,mas não acredita nisso não,não vai acontecer.É apenas uma birrosca que ameaça falir a qualquer momento por que após inúmeras tentativas nada dá certo.
Já recebeu propostas de compra da loja ,primeiro sorriu,depois começou a sentir que não teria pernas muito compridas e nem elásticas para pular os obstáculos.Agora nem sombra do sorriso.notasse que está sempre de cara feia,pensando no que vai fazer.Isso a cansa.
Não quer nem imaginar o que o futuro a reserva,e tem medo.Se tivesse vendido na época ainda sairia com algum dinheiro ,agora qualquer valor que consiga será apenas prejuízo tanto já investiu.
É apenas uma lojinha de doces!!! Uma coisinha! Uma tentativa de ter uma vida decente,Mesmo à luta sendo árdua.Trabalhando sempre por uma equipe completa ,faz de um tudo!!! Desde as trocas de lâmpadas ao caixa do dia.Os únicos empregados que tivera não deram certo e já os dispensará.
A chave com que abriu a porta está em suas mãos,esperando apenas que decida fechar definitivamente.Trabalhando no que é seu e que não há nada.Somente prejuízos e muitas dores de cabeça...




quarta-feira, julho 25, 2012

O livro....




Estou iniciando um novo capitulo de minha vida ...
Em meio a muitos pensamentos decidi que as novas postagens iram mudar de cara...
Tenho uma historia a contar em forma de capítulos ...
De certa forma como uma novela...
A cada dia irei postar um pedaço da historia...
Prometo não tornar lá uma novela mexicana sem fim..
Afinal tudo tem de ter inicio , meio e fim...
Espero que gostem de minha nova proposta para o blog...
Um abraço aos meus leitores , que sei estar em debito ..
Obrigada!!!



quinta-feira, julho 12, 2012

Reputação ou caráter...






O cotidiano entre as quais você vive determinam sua reputação. A verdade que você faz valer porque acredita é o seu caráter. A reputação é o que dizem sobre o que supostamente acham que você é. O caráter é o que realmente representa a sua pessoa em toda a magnitude do seu ser. A reputação é o que você carrega nos lugares onde você passa. O caráter é o que você deixa quando vai embora. A reputação é construída em um piscar de olhos. O caráter é moldado durante toda uma vida. A reputação te leva ao estrelato na mesma proporção que o leva a decadência. O caráter faz você sofrer ou sorrir. A reputação é o que as pessoas falam de você pelas costas sem piedade. O caráter é o que te faz dormir o sonho dos verdadeiros de alma.


segunda-feira, julho 02, 2012

Única Certeza....




Tenho ido e vindo.
Pensamentos incertos...
Porém um a única certeza...
Estou vivendo um dos melhores momentos de minha vida...
Se formos falar em felicidade...
Digamos estou em dia com ela...
Sentimentos por vezes contraditórios...
Mas estou me acostumando com eles...
Uma única palavra poderia definir esse estado, essa vivencia.
Amor...
Amor esse que não há dinheiro, lugar, tempo, que poderia me proporcionar...
Simplesmente o simples , o fraterno , o amigável ,aquele que você sabe  que vem de um lugar desconhecido ....
Porém que conhecido se torna aos olhos  dos que vivenciam o inesperado da vida a dois...
Quanto ao amor ele é puro ,ingênuo,saudável,inimaginável aos sonhos  e aos pensamentos do cotidiano ...
Porque ele é mágico,único  em pele sôfrega  das horas em que não estais comigo.
TE AMO !!!!!!