sexta-feira, junho 08, 2012

Não escolhido....





Meus pensamentos são os soluços do coração...
Ao redor desse grande buraco só tem beiradas...
O grande paradoxo humano...
Uma casinha com cercas brancas e uma plantação de tomate..
Apenas um jorrar de confissões amadurecidas...
Brutalidades,grosserias,estupidez,amor,paixão,solidão,luxuria ...
Desabrocham dos rios de lagrimas desprendidas de uma alma...
Poeiras cósmicas caiam na esfera multicor...
A imagem do meu amor, porém, surgia...
E da janela observo tudo a volta....
Em sua beleza conforto os meus desejos...
É brasa que me incendeia,é como as ondas estourando nas pedras...
Cuspindo pedaços de um coração apaixonado....
Afinal o coração de uma mulher não é para ser compreendido ...
E sim ser amado pelo ser que fiel lhe for....
Sem regras ,sem explicações ,sem grandes tramas e ilusões...
Porque o amor pode ser doce,forte,dolorido,salgado ,fraco e compulsivo...
Mas é amor e não foi escolhido.





Um comentário:

  1. Re, ótimo poema!! Estas passagens são bem expressivas: "Afinal o coração de uma mulher não é para ser compreendido ...
    E sim ser amado pelo ser que fiel lhe for....
    Sem regras ,sem explicações ,sem grandes tramas e ilusões...
    Porque o amor pode ser doce,forte,dolorido,salgado ,fraco e compulsivo...
    Mas é amor e não foi escolhido." Como eu sempre afirmo em alguns dos meus comentários, sentimentos, quaisquer que sejam, são espontâneos, ou seja, não devem ser forçados!!! Este é o segredo do amor verdadeiro!!! Lindo poema!!! Beijos, Ju :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!