quinta-feira, junho 28, 2012

Liberta....



Aqui estão os meus membros aprisionados...
Sempre haverá partidas e chegadas...
Aqui estão os meus pensamentos aprisionados...
Sempre haverá perguntas sem respostas...
Aqui estão os meus versos aprisionados...
Sempre haverá amor e ódio...
Aqui estão os meus anos aprisionados...
Sempre haverá lagrimas e sorrisos...
Aqui estão as minhas historias aprisionadas...
Sempre haverá vida e morte...
Por isso me liberto dessa prisão.

Um comentário:

  1. Re, adorei este poema!!! Profundo e com expressividade bem significativa no que se refere ao se sentir aprisionada (o). Para que sentir-se aprisionada se como você ressalta nos seus versos: "Sempre haverá partidas e chegadas...Sempre haverá perguntas sem respostas...Sempre haverá lagrimas e sorrisos..." A liberdade vem com a vivência de cada uma dessas partidas e chegadas da vida que vc expressou no seu poema!!! Ótimo!!! Beijos, Ju :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!