terça-feira, maio 01, 2012

Chove em meus lábios....

Chove lá fora ... O seu corpo se entrelaça ao meu... Gemidos e murmúrios saúdam o ar.... São bocas que se beijam ,que se ferem,que se querem... Dentes entranham na carne ,babando,arfando querendo... Mãos que se apertam, marca a pele branca ,rosa,vermelha ... É quente,é doce,é salgado e tudo misturado.. O hálito quente enrijece a pontinha ,a língua brinca no pico avermelhado... Lambidas, mordiscadas,sucção aumenta a sensação... Corpos em delírio passeiam, anseiam entre si... Caminhos que levam ao ventre, que como areias movediças sugam ,absorvem ,engolem .... É quente muito quente... É macio,delicado,apertado,convulso... De úmido a corredeiras.... Uma cascata de néctar adocicado transborda em meus lábios ... Meus dedos já enrugados pelo vai e vem continuo... Não sai ,não solta sinta se morta... Ofegante de suas vísceras que se enroscam ,que se sufocam... A crina presa entre os dedos ... Um arrepio ,um lampejo.. A visão da combinação de almas e desejos... Apenas mais uma abocanhada... Escorre ,estrangula,pulsa em meus dedos ... E lhe bebo o doce e viscoso veneno da luxuria... Então eu paro lhe solto a crina... Você me expulsa sorrindo.... Arrasto-me feito cobra até o seu coração... Deslizo meus dedos perto de sua visão... Com o seu gosto quente e vivo possuo os seus lábios ... Compartilhando o néctar de sua emoção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!