sábado, abril 28, 2012

Face na areia..

A face refletida no espelho da alma... Escorre fria e languida.. Encobri o reflexo .. Fixos traços na pele que marca.. Descolori o manto da juventude... Aprisiona as horas... Um brilho opaco .. Recorta os sentidos.... Foi ,será,quem sabe... Refletindo apenas o que se é... Desintegra o que se foi.. Mas a areia fita o que será.

Um comentário:

  1. Re, poema e difícil interpretação, bem introspectivo...poema que expressa, entre outras coias, o tempo e suas marcas na vida das pessoas...gostei dessa passagem: "Foi ,será,quem sabe... Refletindo apenas o que se é... Desintegra o que se foi.. Mas a areia fita o que será." Gostei bastante... beijos, Ju :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!