sábado, janeiro 21, 2012

Já faz um tempo...

Já faz um tempo que não uso meu violão....
Já faz um tempo que meus textos não estão assim tão bons...
Já faz um tempo que o querer perdeu as razões....
Já faz um tempo que meu coração recebeu outro coração...
Já faz um tempo que não penso em outras canções...
Já faz um tempo que não me comovo com as lagrimas saudosas...
Já faz um tempo que decidi não dar ouvido as opiniões...
Já faz um tempo que não poupo as pessoas das verdade...
Já faz um tempo que não sei ser covarde....
Já faz um tempo que as duvidas são minhas certezas...
Já faz um tempo que amar não é alguém apenas se declarar...
Já faz um tempo que não acredito em promessas muito menos em juras incertas...
Já faz sim um longo tempo que descobri que sem amor  sou só mais alguém no meio das multidões...
Porém depois desse longo tempo eu tenho a certeza que minha alma não tem mais tempo para outras estações.

Um comentário:

  1. Re, lindo poema!!! gostei das passagens: "Já faz um tempo que as duvidas são minhas certezas...Porém depois desse longo tempo eu tenho a certeza que minha alma não tem mais tempo para outras estações." Interpreto seu poema como um tempo que vai além daquele cronológico, o tempo do seu poema é o tempo vivido-experienciado. Aquele em que "repousa" em uma estação para vive-la "intensamente". adorei!!! Beijos, ju :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!