quarta-feira, dezembro 21, 2011

Levou embora....

Um novo e lindo dia começa...
O sol aponta no nascente....
Visão perfeita ...
A brisa refresca a alma..
Inunda o peito que engole sem piedade o ar...
E sim tudo se foi ....
As palavras a brisa levou...
As promessas eram apenas mentiras do conquistador...
Talvez verdades do momento....
Como uma velha canção....
Agora é natal...
Milagres acontecem...
Esperanças tomam conta dos pensamentos...
Porém os  pensamentos...
Já não precisam mais de esperança...
Porque a alma está perdida entre ..
Sorrisos...
Novas melodias...
E a satisfação de poder vislumbrar esse lindo dia.

2 comentários:

  1. Amo as coisas que você escreve me sinto dentro delas ...é perfeito como as vezes acho que você escreve o sinto....te adoro..sú.

    ResponderExcluir
  2. Re, linda postagem, suave, esperançosa e com profundidade, porém não concordo com uma passagem, quando vc escreve:"E sim tudo se foi ...." Penso que tudo, assim como nunca e sempre, são palavras "fortes" demais para serem usadas de diversas maneiras possiveis. bom, vc poderia dizer que é apenas uma metafora, uma expressao de linguagem no contexto do poema ou qualquer outra interpretaçaõ possivel, mas, mesmo assim, penso que nem tudo se vai... Algo sempre permanece mesmo que esteja em processo de mudança, algo permanece mesmo que seja para plantar uma sementinha de transformação. Seria preciso contextualizar o tudo, mas mesmo assim, de modo geral, penso que algumas coisas se vao totalmente, mas nao todas, apenas algumas...bom essa é apenas uma das varias interpretações possiveis do seu poema!!! Bom outra interpretação seria que o tudo ja esta contextualizado e, assim, o tudo nao seria tudo, mas uma parte do tudo dentro de determinado cotexto e, nesse contexto, seria tudo...rs... Nossa me fez ficar pensando... excelente poema!!! Lindo!!! Adorei!!! Bjo, Ju

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!