terça-feira, novembro 22, 2011

Marcas no asfalto....

Calam os cantos....
Calmos e noturnos os pedidos de amor...
Juras e promessas perdidas pelo tempo...
A possível retomada de um carnaval fora de época...
Os tristes palhaços e as bailarinas melancólicas...
As batidas aceleradas...
Os fogos de artifício iluminando o céu negro...
A felicidade desafiada....
O sol encoberto pelas nuvens carregadas...
As gotas grossas minando o asfalto ...
Um rio transbordando pelas horas passadas...
O fim da espera antecipada...
A dor que rasga as línguas faladas...
O canto cessou...
A dor impregnou...
No asfalto marcas deixadas...
Pelas promessas..
Pelos sonhos...
Pela saudade...
Pelas lagrimas ...           
Pela dor jamais esquecida...
Pela noite de despedidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!