quarta-feira, novembro 30, 2011

Fim da viagem...

Após longos 11meses andando por estradas duvidosas....
Onde tudo era nebuloso...
Os caminhos feitos de pedras pontiagudas....
O terreno com altos e baixos...
E quanto mais se ia mais não se encontrava o fim da estrada...
Escolhas...
Essas foram feitas de forma involuntárias...
Uma ida sem volta....
Onde os dias eram meses e as noites eram anos....
Em alguns trechos do caminho uma parada para o desespero ...
Somente amor,dor e saudade ,como guia de viagem...
Um turista perdido no mundo...
Dor, tristeza, melancolia era tudo o que se sabia....
Seguindo em frente,firme e livre de ser covarde...
Passando por desertos,montanhas,mares ....
Desbravando os limites imagináveis...
Hoje pela manhã um novo guia de viagem...
Com um passaporte contendo apenas um novo caminho ...
A liberdade.

segunda-feira, novembro 28, 2011

Lacuna no tempo....

Se houvesse amor real....
Detalhes seriam vencidos...
Esperas seriam superadas...
Falas,escritas ...
Apenas sentidas de forma a serem intocadas...
O desespero esquecido....
O choro adormecido....
Os limites invisíveis....
Se houvesse a chama genuína ....
Nada ficaria acima...
Mas era amor sonhado....
Criado por ser confortável....
Retirado das profundezas da solidão....
Completamente reabilitado....
Lançado hoje de volta aos classificados...
Agora a espera acabou...
Os dias perderam o cinza matinal...
Florescendo nos limites do real....
E se falarmos em superação.....
Não encontro um só verso para tal definição....
Agora é seguir com a manutenção....
Onde...
Encontros serão esquecidos????
E o coração prometido?????
Esse um talvez de consolação...
O mundo esse sim será reconstruído....
Sem a idéia de um amor de talvez sim ou não....
Porém, com uma nova perspectiva de que em um tempo vivi o Maior Amor Real que o universo entregou a mim....
Dor, saudade e todas as lembranças das noites e tardes....
Essas sem duvidas ficaram como tatuagens gravadas em mim...
Houve um tempo em minha vida em que a dor era minha bebida...
Hoje percebo que a lacuna do tempo é o fim do amor que vivi durante todo esse sofrimento. 

domingo, novembro 27, 2011

Triste novembro...

Era uma formosa manhã de novembro...
E teus cabelos ,onde o vento brincava travesso...
Envolveram teu sorriso, que me ofertava flores....
Elas estiveram vivas...
Até que um sorriso extinto, sem brilho, pálida sombra do que foi...
Envenenou cada gota de orvalho , que as faziam cintilar ao sol...
Minhas mãos feridas nos espinhos, que cresceram de novo nos talos...
Sangraram e coloriram de vermelho , as pétalas, os olhos...
Pensei ser capaz de perceber o arco íris a tocar minha pele ...
Tentando varrer de mim a melancolia ...
Porém ele não teve êxito , e cobriu de luto meu espírito...
E pude ver a distância, teu sorriso renascer em facetas multicores...
Vendo outro sorriso indigno que não te viu renascer mulher...
Sobre a menina recém -leixada, sobre as minhas próprias cinzas...
Teu caminho desfez retas, obtuso são teus sentimentos...
Embora claros ,teus olhos são inertes e cegos a tudo que não venha do outro...
E que sopre minhas cinzas, e exponha as brasas....
Em meu langor , vejo o tempo escorrer em intermináveis dias e noites ...
Que tem crepúsculos e auroras ,vermelhos e bonachos como meus olhos...
E o novembro consumou-se ,em fim.

quinta-feira, novembro 24, 2011

liberdade nos céus...

Ave de todo esplendor ..
Com adornos de flor ...
Livre das garras dos homens ..
Apenas livre para voar sobre o oceano e da brisa desfrutar...

quarta-feira, novembro 23, 2011

Cinza...

O céu está cinza...
A paisagem chora....
Nas ruas carros ,buzinas ,gente correndo...
A dança dos guardas chuva coloridos alegram  o rio de janeiro...
Um vento frio arrepia os pelos...
A alma não se deixa tocar pela melancolia que paira no ar...
É só mais um dia de chuva ...
Na terra do sol e mar...
Porém se pararmos por um segundo ....
Notamos que não há tristeza no ar...
E sim as almas tomadas pelas dores instaladas em seu peito...
A paisagem veio consolar.

terça-feira, novembro 22, 2011

Marcas no asfalto....

Calam os cantos....
Calmos e noturnos os pedidos de amor...
Juras e promessas perdidas pelo tempo...
A possível retomada de um carnaval fora de época...
Os tristes palhaços e as bailarinas melancólicas...
As batidas aceleradas...
Os fogos de artifício iluminando o céu negro...
A felicidade desafiada....
O sol encoberto pelas nuvens carregadas...
As gotas grossas minando o asfalto ...
Um rio transbordando pelas horas passadas...
O fim da espera antecipada...
A dor que rasga as línguas faladas...
O canto cessou...
A dor impregnou...
No asfalto marcas deixadas...
Pelas promessas..
Pelos sonhos...
Pela saudade...
Pelas lagrimas ...           
Pela dor jamais esquecida...
Pela noite de despedidas.

segunda-feira, novembro 21, 2011

A isteria das emoções...

Um aglomerado de paixões...
Amores em suas declarações...
A isteria das emoções...
Com a benção matutina ...
O chovo nas invocações...
Lagrimas que convulsão a face dos foliões...
É festa...
A festa das emoções...
Correm pelas veias ...
E ao chegar nos olhos e ouvidos chateiam...
Falas e escritas de arrepiar e o ego a inflar...
Pena que o alvo não vai alcançar...
É tanto amor, é tanta paixão ,é tanta loucura nesse aglomerado de sedução...
Loucura?
Sim a loucura do querer...
Que faz a carne estremecer...
Que dói sem saber...
A causa certa do sofrer...
Apenas sentem  .


domingo, novembro 20, 2011

Mato molhado...

Cheiro de mato molhado ...
O sol esquentando ...
A paisagem sussurrando...
Os sentimentos acelerando...
O dia conspirando junto a natureza...
O mito,o gesto, o gosto, o jeito,o cheiro ...
Perfeito...
Simplesmente perfeito diante dessa manhã ensolarada...
Depois da madrugada de gotículas encantadas.


sábado, novembro 19, 2011

O reflexo da nojo....

Quero me arrastar para dentro de mim...
Mas as palavras revelam...
Quero esquecer o que sinto faz tempo...
Não sei a forma que olham para mim...
Libertei-me...
Quero cicatrizar as feridas...
Encontrar algum sentido...
Só vejo o tempo saindo pela janela...
Dei-me mal e precisei perder tudo...
Hoje já não faz diferença...
Cheguei longe....
Só preciso saber que confiei...
Arriscar-se é pegar o que é seu...
Chegar ao fim do dia sorrindo por pensar em tudo...
Rejeitar na pele cicatrizes que não se curam ...
Olhar o reflexo ainda da nojo...
Algo que puxa para baixo da superfície...
Só cale os pensamentos quando eu estiver escrevendo ...
Paixão ...Amor...Saudade.... dor....
Indo apenas quando se quer.

sexta-feira, novembro 18, 2011

Beleza abaixo da superfície...

Associação de sentimentos mutuo...
Enxergando a beleza abaixo da superfície....
E se no meio a tudo isso não souber para aonde ir melhor ainda...
Sem planos e promessas apenas o querer....
Sentimentos escravos dão a luz a sentimentos escravizados ...
Por razões poéticas ilimitadas.

quinta-feira, novembro 17, 2011

Estrelas e cometas...

De uma bolha mágica....
Saí tocando o rabo de um cometa...
Passei anos surfando em cometas o que mais poderia eu querer????
Cada viagem pelo universo o adeus era uma forma de agradecer...
Durante certa viagem  avistei uma estrela pequenina ,que brilhava sem parar...
Pensei como a essa estrelinha chegar,se os cometas não têm freio e nem rumo certo ...
Outros viajantes por essa estrelinha já passou....
Qual é a forma certa de uma estrela conquistar...
Levei algumas semanas para descobrir como nela pousar...
Vislumbrava de longe ,desejava a estrela que seu encanto veio a me hipnotizar...
Esperei, Esperei, Esperei...
E foi assim tão de repente que do cometa me atirei....
Tive medo da queda,nem certeza tinha se na estrela iria acertar....
Poderia ter caído na vastidão do universo e nem mesmo outro cometa conseguir pegar...
Durante a queda a ponta da estrela em meu peito adentrou ,puxando-me para ela ,segura de sua espera...
Foi então que percebi que não foi eu quem a escolhi e sim a estrela pequenina que brilhava só para mim....
A ponta da estrela com uma agulha de tatuagem em minha alma penetrou...
Meus pensamentos eram dela, senti frio, meu coração disparou, minha alma se perdeu se enchendo de um amor bem maior do que eu....
Hoje deitada nos braços de minha estrela....
Observo os cometas o universo cruzar...
Passam tão rápidos que quase não se consegui avistar...
O que me faz pensar como minha estrela pequenina pôde me encontrar....
A resposta é : o amor vinha dela ..
De mim para ela....
De almas onde o verdadeiro amor regido pelo universo sempre esteve a conspirar.


Tenho uma coisa a contar..
Viver em cometas é a maior prova de solidão...
Não tenha medo de em uma estrela se atirar....
Porque os cometas passam as estrelas ficam no seu lugar...
Porém em uma nova passada aquela estrela que lhe brilhava alguém pode conquistar e você com o seu medo uma vida de cometa sempre viverá...
E outra estrela para lhe sinalizar será muita sorte encontrar ....
As estrelas estão acabando por conta da vida de cometa que todos quererem levar.

quarta-feira, novembro 16, 2011

Batalhas....

Mix de batalhas internas...
O campo está aberto às lutas diárias...
Exemplos e demonstrações ...
Frustração em cada lagrima derramada....
Guerrilhando com a sua alma...
Encontre toda a paz da vida esperada....
E mesmo assim  se fracassar...
Veja como é grande o seu medo de lutar.

terça-feira, novembro 15, 2011

Paradoxo do amor...

Não se pode esperar que o primeiro amor seja eterno....
Porque se não estaríamos mais ou menos casados desde os 12 anos de idade...
Esse é o paradoxo do amor.

segunda-feira, novembro 14, 2011

Alma latente....

Não tenho escolha...
Tenho um sentimento latente em minhas entranhas...
Durante um vôo noturno...
Sem asas a bater...
Flutuo em direção ao amanhecer...
As ondas estouram nas pedras....
Pedras essas do meu querer...
Sem visão noturna...
Sigo através da ternura...
A brisa refresca a alma...
Que ferve a me enlouquecer...
No rosto a expressão de angustia...
Angustia de pousar em você.

domingo, novembro 13, 2011

Imensidão do meu amor....

Eu desvio o pensamento,mas é forte o argumento..
Tanta graça,isso é miragem....
Não compreendo um amor assim,tão distante e tão junto a mim...
Porque não se vive por um só coração?
O amor perfeito só existe em fantasia...
Amor sem jeito é o nosso de todo dia...
A lua chega ,mandando o sol embora...
A madrugada se faz , só me resta esperar...
O fim da madrugada , a lua vai dormir...
Abro a janela e o sol vem sorrir...
O céu azul e de frente o mar me mostra a sua imensidão...
Aquecendo a paz do amor ao meu coração.

sábado, novembro 12, 2011

Batidas ...

Batidas em meu peito...
Um Tum tá acelerado...
O ritmo cadenciado nas veias...
Das horas incontáveis da madrugada...
Do frio aquecido pelos arrepios ...
Da brisa que percorre a alma...
Do fervor nas entranhas....
Da paixão em chamas....
Do amanhecer em saudades...
Do sussurro eterno...
Do amor que espero.

quinta-feira, novembro 10, 2011

Filme da vida real...

O amor é como um filme do tipo "O vento levou"...
É grande , emociona,causa sofrimento,deixa saudades,magoa,trás felicidade,as vezes se torna chato porém qual é o filme de amor que as vezes não é chato....
Porém de tão bom já se sabe as falas,se conhece bem os atores...
Um filme de amor sempre com finais felizes ou não....
Já a paixão é como uma curta metragem...
É curto como diz o nome , mas causa efeitos devastadores....
Namoro eu classifico como um comercial de TV....
É fantasioso, lindo,estressante,chato às vezes,romântico,informativo,preocupante,também se pode dar muitas risadas ...
Mas o melhor ainda está por vir...
No comercial podemos trocar de canal...
E procurar uma nova programação....
Não se pode querer fazer de um comercial de margarinas  o filme "O vento levou"...
Querer ter uma longa com todos os adjetivos no comercial é fazer um vídeo caseiro ...
Não se tem estrutura, equipamento, atores consagrados e um roteiro adequado...
Por tanto quem quiser iniciar o filme de sua vida....
Inicie pelo comercial e deixe fluir....
Só não faça de sua vida um vídeo caseiro ...
E nem procure por filmes antigos....
Afinal sua vida não é o filme "Lagoa Azul" para ficar reprisando na sessão da tarde.



quarta-feira, novembro 09, 2011

Uma fábrica de sonhos e quereres...

Vamos fugir desse mundo num tele transporte para qualquer lugar....
Onde as palavras não signifiquem nada apenas o sentir da pulsação na carne...
Vamos transmitir ao mundo ...
A nossa nação o poder da paixão...
Como pode invadir minha mente e extrair todo pensamento...
Seriam crimes de amor....
Roubando meus desejos e quereres...
Descobrindo cada pedaçinho de dor....
Sem julgamentos,juízes,advogados....
Com uma única sentença a cumprir...
Amar desesperadamente...
Precisa fazer dar certo????
Não!!!
Sonhos têm limites?
Talvez tenha!!!
Porém não pelo medo de vivê-lo...
E ainda assim sonho com aquilo que não aconteceu ainda.

segunda-feira, novembro 07, 2011

Amor....

Amor você é linda como uma flor ....
Que desabrochou da solidão...
Eu digo amor....
Não posso mais viver sem você....
Meu amor...
Eu vejo céu a lua por isso eu digo amor.

quinta-feira, novembro 03, 2011

Afinada aos meus ouvidos...

Cantas para mim adormecer...
Cantigas vindas do amor...
Cada sobe e desce de sua desafinação...
Não importa as notas, o ritmo e sim a intenção...
Embala-me levando ao sonho encantado...
As palavras enfeitiçadas me seduzem...
Sonho em um ninho imaginário....
Envolta em seus braços ...
Com seus lábios ao meu ouvido...
De inicio arrepia me leva a loucura...
No instante seguinte estou embriagada...
Por fim anestesiada pela voz que não cala...
Reviro-me em meu leito buscando por você....
Criatura doce da noite ...
Que me leva do sonho ao prazer...
Na manhã seguinte acordo impregnada de você.

quarta-feira, novembro 02, 2011

O que se vê????


Culpada ou inocente....
Até aonde se podem culpar as pessoas pelos seus erros...
Descontar os medos em fugas...
Vitimar-se com a própria luxuria ...
Caminhar de cabeça erguida em meio à multidão...
Esperar aprovação de erros por repetição....
O passado condena..
O presente induz aos pecados de outrora....
E agora o futuro está em que mãos....
Dos pecadores culpados...
Dos inocentes pecados ...
Se redimir perante o espelho ....
Como se tem medo da reprovação..
Encarar a doce verdade que transpassa a amarga realidade...
Os castelos e paisagens de gelos se desmancham no verão...
Não esqueça de se agarrar ao bote da salvação...
Salvar-se de quem?
De você!!!
Os seus monstros não são tão feios mas mete medo quando confrontado ao espelho da aceitação.

terça-feira, novembro 01, 2011

Como se chora?????

Uma inquietude na alma...
Não tenho lagrimas para lhe provar....
Provas de sofrimento...
Provas de dor...
Provas da febre que invade meu peito....
Provas do meu amor...
Não sinto medo ...
Talvez algum pesar....
Culpa com sensação de que a jura de meu amor não vá lhe bastar...
Entre tanto o que meu pranto poderia provar???
Poderia ser choro de alegria...
Choro de covardia...
Choro de saudade...
Choro de insegurança...
Choro de amor...
Choro de paixão...
Como eu saberia sem  nunca ter chorado....
O choro que te acalmaria...
Não sei chorar ...
Nem por amor, nem pela dor, nem pela saudade...
Mas tenho mil palavras que te confortariam....
Começo com amor ..
Sigo com você é o que me faltava para minha alegria...
Termino com você para sempre me bastaria.