segunda-feira, outubro 24, 2011

Pouso....

Dei-me asas e irei voar....
Para aonde o vento mais forte me levar...
Talvez em alguma árvore no caminho eu venha pousar...
Quem sabe até mesmo nela me prender...
Saberei se o galho é forte para me suportar?
Saberei se o vento ao longe novamente não irá me lançar?...
Saberei que a arvore ninguém vai cortar?...
Saberei que o sol não vai as folhas secar?...
Saberei que a chuva não me fará escorregar?....
Ou me tornarei uma unificação de tal vegetação?....
Como saber ?
O vento acabou de me varrer...
E meus pensamentos como poeira vieram a desaparecer.






Um comentário:

  1. Re, adorei este poema!!! gostei da passagem: "Dei-me asas e irei voar....
    Para aonde o vento mais forte me levar..." Penso que enquanto o vento sopra a vida se transforma...vento este constituido por circunstancias múltiplas!!! Que saibamos viver todas estas circustâncias e deixemos o vento soprar nossas vidas, as vezes brisa as vezes tempestade, mas sempre soprando!!! Lindo poema!!! Abraços Re, ju :)

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!