domingo, setembro 11, 2011

Uma onda de dor...

Uma onda explode fragmentando o coração...
A espuma espalha os pedaços...
Levando a beira como um grito sufocado...
O sal  toca os lábios ...
Os olhos ardem...
As mãos tremulas...
O ar pesado enche o peito...
O frio congela e corta o vazio  que causa ao peito...
Tudo é cinza...
O sol se esconde...
A dor é constante....
O medo inevitável...
A chuva desaba...
Raios e trovões...
Calo os dedos que digitam por ti...
Porque o amor ...
Esse ainda por muito tempo gritará ....
Em mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!