sábado, agosto 20, 2011

Quando o amor incomoda...

Essa é uma pergunta bem difícil...
Afinal, se damos todo o amor logo dizem você está me sufocando..
Se formos mais conta gota é insatisfação na certa e você escuta você não me amar como eu amo você etc..
Qual é o ideal , quantidade, proporção, limite...?
Eu tenho a minha classificação particular que segue certa regra internamente...
Não é nada premeditado , apenas acontece espontaneamente...
É assim:
Vejo o sentimento em três categorias...
Em primeiro o amor possessivo, que sufoca sem intenção...
É aquele em que a pessoa acorda pela manhã e você já manda um torpedo ou dá uma ligadinha..
Na hora do almoço, de tarde e a noite.. e isso só para dizer amo você to com saudades ou simplesmente marcando o território se tornando inconveniente e que aos poucos vai se tornando irritante, desgastado, insuportável...
Em segundo vem o amor brando, morninho...
É aquele em que não se liga muito, não se diz tanto o eu te amo, o que faz o ser amado não saber suas intenções amorosas, a não ser naqueles momentos especiais...( esse seria o perfeito)
É calmo, pacifico, lento, misteriosos o que faz o ser amado ter de pensar muito...
E em terceiro lugar o amor suficiente...
Nossa esse sim é o amor ideal o que está no topo de minha lista, esse amor é o mix de tudo...
Ele mistura possessividade e calmaria...
Frio e quente..
E capaz de aturar todas as reclamações do outro...
E se manter em harmonia..
Esse tipo de amor faz você cometer as loucuras amorosas porém te mantém sempre no eixo do relacionamento nem muito nem pouco controlado...
Tá certo controlar o amor?
Ridículo né ou seja uma forma de racionalizar um sentimento tão emotivo,espontâneo , natural...
Bom eu penso assim se você sabe que ama alguém de verdade mais não quer entrar na historia de que eu amo mais você do que você me ama ..
Ou ainda você não sabe se esta sendo piegas demais , sufocando o outro ou ainda assim sendo indiferente demais por conta da historia de que não precisa dizer a todo o momento que ama a pessoa o que a faz sentir se insegura o tempo todo...
É um caminho a se pensar ...
Não tem como medir amor , paixão , gostar etc..
Sentimentos não se medem se sentem..
Porém bom senso ajuda..
Amar alguém é o limite da felicidade do ser humano...
Ser amado então nossa é a maior conquista ..
Quem nunca ouviu aquela  pergunta: "Você me ama quanto"?
Daí se tem as respostas:
Eu te amo muito..
Eu te amo mais do que o infinito...
Eu te  amo do meu tamanho ( essa eu adoro afinal não se pode amar além do que você é)
Eu te amo muito muito muito...
E tem os que digam eu te amo o suficiente...
Amar o suficiente resume tudo a grosso modo..
Dentro desse pacote tem:
A pessoa se sente amada o tempo todo não porque você diz e sim porque você demonstra..
A pessoa se sente segura porque você não é controladora..
Você mostra o seu ciúme em determinadas situações porém nada doentio...
Você não mede com o outro a quantidade do amor você senti apenas..
E a melhor parte ao dizer eu te amo o suficiente, que é:
Eu te amo o suficiente para agüentar as suas coisas toscas, chatas , irritantes, por isso o amor suficiente é a forma mais próxima da perfeição dos que amam...( Se for medir isso só mostra que amar o suficiente é não deixar que nada interfira no relacionamento afinal ser suficiente ao outro não quer dizer, comodo, de bom tamanho ou seja diminuir o sentimento e sim deixar claro que é suficiente porque as coisas do cotidiano não vão esgotar o amor existente entre vocês).
Sabe o amor suficiente, não cobra , não trás inseguranças, não deixa o outro paranóico...
Ele é fogo e água ao mesmo tempo..
Amar suficientemente é poder sentir as dores e delicias do amor e sobreviver ao mundo exterior.


Um comentário:

  1. Re, gostei bastante dessa definição de sentimento de amor, principalmente das passagens: "Tá certo controlar o amor?
    Ridículo né ou seja uma forma de racionalizar um sentimento tão emotivo,espontâneo , natural..." e "Não tem como medir amor , paixão , gostar etc..
    Sentimentos não se medem se sentem.." A tentativa de racionalizar sentimentos faz com que o ser humano coloque no mesmo patamar uma equação matemática e uma lágrima. Adorei a postagem. bjo :) Ju

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!