domingo, julho 24, 2011

Milhões de pedaços....

Ela veio a tardinha...
Lenta ,como água que escorre e empoça..
Formando quase que um lago em minhas entranhas....
Torço me contorço, viro e me  reviro...
Suor frio pelo corpo, mãos tremulas....
Arrepíos , pés congelados...
Uma pontada e em seguida a sensação de uma faca cortando meu interior...
Que dor é essa não tem medicamento que faça cessar...
Tomo um...
Tomo dois..
Tomo três....
Aff!!! nada é capaz de conter essa dor...
Algo cresce dentro de mim ...
Parece que vai me fazer em milhões de pedaços...
Não dessa vez não é amor...
Não é dor de paixão..
O que é?
Rs...
Vocês não vão acreditar....
Mas ontem cedo fui ao banheiro e não me fez bem evacuar.



Um comentário:

  1. Engraçado!!! Ri um monte aqui!!!! É dificil escrever poesia com humor...está ótimo, gostei... Abraços :) Ju

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!