sexta-feira, julho 08, 2011

Lute ....

Hoje pela manhã em uma corrida diária pela orla parei e observei o mar...
Sabe como são as mulheres o mar faz logo com que os seus sentimentos venham aflorar ...
Passei pelo amor à solidão..dá paixão à  tristeza e uma vontade louca de chorar...
Tudo começa assim:
Cada ser humano é uma ilha deserta..
De companhia a solidão....
Após várias tentativas frustadas a náufraga volta a sonhar...
Passa se um tempo olhando e observando o mar ...
As fases da lua , o que influência o humor das águas..
Sobe maré, desce maré, tempestade, calmaria....
E a náufraga observando tudo de pé...
Acorda inspirada ápos muito sonhar...
Caminha até uma árvore e uma embarcação começa a idealizar....
Talhando a madeira por dias sem parar..
Suas mão pequenas começam a sangrar ..
Enfim a pequena embarcação está pronta para  o sonho alcançar..
É apenas um barquinho contendo um único lugar..
Porém carrega ao peito sonhos de um amor encontrar..
Respira fundo e com seu barquinho se lança ao mar...
Vai deslizando bem devagarinho com o seu destino nas águas do mar...
A náufraga com o céu e sua coragem durante a viagem ..
Se pergunta sem parar se um amor na cidade enfim encontrará....
É apenas um barquinho querendo enfim em um porto atracar...
Não precisa ser de ouro..
Não precisar ser de nada..
Basta apenas ser forte para sua ancoragem aguentar...
O céu escurece...
A brisa se enfurece..
As ondas amadurecem...
A tempestade aparece...
O barquinho  destemido nem mais consegui pensar....
Apenas segui o destino que o mar veio lhe dar....
As ondas chocam no barquinho...
Jogando de lá para cá...
O vento feroz faz as águas por ele adentrar...
O barquinho só pensa que por mais uma noite precisa passar...
Coitado do barquinho mais uma vez veio a náufragar....
Com águas ferozes o único sobrevivente é ...
Acho que nem preciso falar...
Basta olhar nos olhos da náufraga e o encontrará ...
Vai ao fundo das águas furiosas do mar...
Mas não se entrega emergi de lá...
Após alguns dias vê se o corpo da náufraga a boiar....
Ela amanhece na mesma ilha de onde ela um dia veio a se lançar...
Se arrasta pelas areias e  enfim fica de pé ....
Caminha faminta em direção a primeira árvore para que de frutas e sombras venha a se refrescar...
Começa tudo de novo ..
A lua, o mar, o vento observar....
A vista de longe uma árvore linda , com tronco forte , tamanho incrível ...
No novo barquinho mais forte ela começa a pensar, como que com aquela árvore linda poderá uma saída da ilha criar.....
Para que um dia o seu barquinho em um porto ela venha ancorar e o seu amor naquele instante ela possa entregar.

Um comentário:

  1. "Raramente nos apaixonamos sem nos sentirmos tão atraídos por aquilo que é objetivamente saudável no ser amado como por aquilo que é interessantemente errado nele."
    Te amo mto meu amor!!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!