quinta-feira, julho 14, 2011

Falsa Tranquilidade...

O lado sombrio se esconde atrás das falsas tranquilidades...
Tudo tem cheiro, gosto de nada....
Quer saber no outro dia eu chorei..
Mas dani se aquele dia..
Por isso que deus ou sabe lá quem fez outros dias...
O ceifador da morte me dá nojo...
Não importa...
Ainda comemos uns aos outros....
Na mesma merda apenas com moscas diferentes...
O tempo está passando...
O frio arde pacas...
A gente se senti livre...
Mas você é a caricia do meu cérebro...

2 comentários:

  1. Quando vc começa com as suas chorumelas existenciais é algo... eu nunca entendo essas suas baboseiras. Mas odeio te ver triste, como odeio... e como odeio não poder te fazer sorrir. quanta impotência... só me resta rezar por vc essa noite.

    ResponderExcluir
  2. Re,interessante esta postagem...fez-me pensar que em meio as falsas tranquilidades, a verdadeira tranquilidade é aquela que nos da a certeza de que depois de um dia sempre vem o outro, ou seja, que tudo passa...não importa, como você escreveu, se "Ainda comemos uns aos outros.... ou se você encontra "uma carícia para seu cérebro..." Beijos Ju

    ResponderExcluir

Diga se gostou, aguardo os comentários obrigada !!!